Inicial > consciência, medicina > Sentença de Morte para Crianças de Down

Sentença de Morte para Crianças de Down

Você sabia que hoje, dia 21 de Março, é o dia mundial das crianças com Síndrome de Down, reconhecido pela ONU?

A razão principal é de chamar a atenção do público do mundo inteiro para a situação destas pessoas. E é necessário, pois atualmente 90% das crianças com diagnose de Síndrome de Down nem vão nascer mais, porque são mortas por uma sentença de morte pré-natal em conseqüência de um novo exame de sangue.

A data de 21 de Março não foi escolhido atoa, mas conscientemente por causa do 21. cromosom, que estas pessoas não tem apenas 2 vezes, porem 3 vezes. Por isso o termo médico trissomia 21. As famílias e também Organizações de Direito à Vida estão alarmados pelo fato que nos primeiros 3 meses pode ser verificado se a criança e portador da trissomia 21 ou não.

Por médicos é saudado como um sucesso pela simplificação da investigação, protetores da vida, porem, falam abertamente de seleção da vida humana.

Desde já 90 por cento de todos os fetos são abortados com este diagnóstico, é agora temem que este valor vai aumentar para 100 por cento e no futuro previsível não haverá mais pessoas com síndrome de Down. Mas este é um sucesso?

O temor generalizado é que os estados não vão mais proteger a vida ainda não nascida como determina a lei e liberam um tipo de EUGENIA, escolhida pelos pais. A lei protege explicitamente as pessoas com deficiencias, seja quais foram, e garante a vida e a participação na sociedade em todas as áreas.

Neste sentido é difícil de entender de apoiar pesquisas que não têm nenhum outro objetivo de filtrar vida deficiente e destruir-la (Ainda não é o caso do Brasil, mas logo os mesmos métodos vão ser usados também aqui). O foco de todos os diagnósticos de deficiências já não é mais a vida das pessoas em si, mas o seu ambiente social.

Supõe-se geralmente que os pais não desejam crianças deficientes. Podemos exigir dos pais de aceitar uma criança deficiente? E a sociedade deve pagar os custos, muitas vezes ao longo da vida?

Não há critérios humanos que são aplicadas, mas cálculos de custo-benefício – porem para a criança continua sendo uma questão de vida ou morte.

Crianças com síndrome de Down são geralmente felizes e pessoas muito agradáveis e amáveis. Para declarar o seu direito de existir como “imposição” para pais e sociedade se reflete na regra a ignorância da sociedade, que já está acostumado de ver menos pessoas de síndrome de Down na vida diária.

O que falta é uma nova visão, uma nova consciência, pois as pessoas não “sofrem” de Down, como se costuma dizer. Eles sofrem simplesmente das discriminações da sociedade! Os pais confirmam isso, pois estas crianças são geralmente consideradas pela sociedade como um mal evitável! Muitas vezes, os pais sofrem ainda de isolação social e acusações de poder ter evitado o nascimento deste ser deficiente!

Onde fica o direita a vida e a proteção da vida ainda não nascida? O aborto não deve ser a ultima alternativa! Vendo do outro lado da moeda, o que resta? Se temos o direito de matar vida ainda não nascida, porque não temos também o direito de matar deficientes que se tornaram deficiente mais tarde em conseqüência de uma doença ou um acidente?

“Não ser deficiente é nenhum mérito, mas um presente que pode ser tomada a cada dia.”

E o lado espiritual? Não tem nada a ver com karma da criança ou dos pais, pelo menos não como razão principal. Crianças de Down na verdade não são deficientes, mas portadores de amor que vieram para nos ensinar e trazer alegria. Nós apenas somos estupido demais para enxergar!

Imagem: Kopp-Verlag

Fonte: Birgit Kelle

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: