Arquivo

Posts Tagged ‘amor e casamento’

Sinastria de Astrologia Karmica de Reencarnação

Sabia que Sinastria Astrológica é uma maneira muito confiável de verificar a compatibilidade entre duas pessoas?

Não é sempre o físico, a aparência, a paixão ou o comportamento o mais importante que decide sobre o sucesso das relações entre duas ou mais pessoas, pois envolve muitos outros fatores sensíveis como afinidade e ressonância, simpatia, amor, amizade, atração, equilíbrio de temperamento, harmonia mental e espiritual, tipo, cheiro, instinto, aura, lembranças inconscientes e outras coisas invisíveis e não aparentes, como por exemplo, vidas passadas em conjunto.

Para comparar estas caraterísticas, a astrologia pode ajudar muito de explicar como uma relação, provavelmente, vai se desenvolver durante o tempo.

Em geral, a astrologia kármica não conhece pessoas, mas as almas, seu passado, seu karma e o “Karma do Aqui e Agora” com suas tarefas e obrigações como efeitos atuais de causas de outras vidas. Considerando estes fatos, todas as almas são iguais, mesmo que já viveram experiências diferentes. Especialmente, quando se trata de casais e pais e filhos, todos sempre são tratados com os mesmos direitos e obrigações, independentemente da idade.

Normalmente, sinastria é feita para examinar a relação amorosa entre duas pessoas, porém serve para qualquer outra relação também. Neste sentido, a sinastria é uma ferramenta muito poderosa, seja para verificar relações entre casais, pais e filhos, irmãos, parceiros comerciais e amizades.

Amor e casamento

Serão abordados os seguintes assuntos: atração, compatibilidade, equilíbrio e harmonia de temperamento e tipo, concordância mental e espiritual mediante posições e aspectos de todos os planetas, sempre sobre o foco especial da reencarnação e possíveis encontros de outras vidas.

A primeira paixão, normalmente cega a respeito dos lados negativos do parceiro ou parceira, não permite a usual objetividade, porem mais tarde cada um revela passo por passo sua essência de ser. Quando há conflitos, cada um tenta de mudar o outro sem saber que isso é impossível e brigas e problemas estão programados. Ninguém muda o outro. Somente a própria pessoa pode mudar a si mesma, quando já tem a madureza necessária e realmente quiser.

Imagem: oraculosweb.com.br

Astrologia Kármica – Mapa Astral Kármico

março 14, 2012 2 comentários

Você já viu seu mapa astral?

Qualquer serviço astrológico se baseia principalmente em 4 pontos:

– 12 signos como matrix ou princípios arquétipos,

– 12 planetas como energias (12, pois Vênus e Mercúrio regem 2 signos),

– 12 casas como campos em que estas energias agem e

– finalmente inúmeros aspectos entre os planetas e suas reações.

Quando falamos das “influencias”, precisamos esclarecer um ponto muito importante: Planetas não têm influencias no sentido comum, mas sempre expressam princípios primordiais, princípios arquétipos. Cada planeta representa neste sentido um desses princípios que pode ser simbolicamente ativado com aspectos harmônicos e desarmônicos em conjunto com os demais.

Signos, planetas e casas do mesmo potencial de ação representam sempre o mesmo princípio, porem num outro grau dentro do mesmo tema de uma analogia vertical. Um exemplo deve eliminar qualquer duvida: Signos significam idéias (de um arquiteto) ainda não manifestadas, planetas são os planos e energias para sua realização, e as casas são os campos, onde e como tudo se materializa.

Para ser bem claro: astrologia nunca será o ensinamento dos astros, mas dos princípios arquétipos! Porém, nos astros podemos reconhecer e praticar estes princípios. Se uma situação prevista realmente acontecerá, depende de vários fatores, principalmente do estado de espírito atual e do crescimento da alma desde o nascimento.

Enquanto o mapa astral de nascimento indica o karma deste exato momento com todas suas tarefas e o programa de aprendizagem para toda uma vida, a previsão anual indica aqueles momentos em que certos princípios devem se realizar. Mas o Universo reconhece cada mudança, cada passo em direção a evolução do espírito e da alma, considerando assim, se especialmente aspectos desarmônicos ainda estão necessários ou não para a evolução da alma. Com outras palavras, quando uma alma já absolveu de livre e espontânea vontade algo que era necessário de aprender, o principio não será mais importante de agir ou somente de uma maneira mais suave.

Podemos assim comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz o evento. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

Para saber algo de uma certa pessoa em sua vida, pode fazer sinastria que fornece todos os dados do relacionamento: amor e casamento, atração e compatibilidade, equilíbrio de temperamento e tipo, harmonia mental e emocional, duração de um relacionamento; e a posição de Saturno com o karma de um com o outro.

Alem disso, a astrologia medica pode fornecer dados sobre predisposições de doenças, karmicamente previstas. Isso necessita uma explicação: como aspectos tensos e desarmônicos são provas e tarefas para esta vida, sua desobediência requer alguma compensação para que você termina o programa de aprendizagem, ou seja voluntariamente ou então forçado.

P.S. Dados necessários para seu mapa astral: nome, país, cidade, data e hora exata do nascimento e país em que vive.

Imagem: astrologiakarmica

Qual é o sentido da Astrologia?

janeiro 31, 2012 Deixe um comentário

Para deixar bem claro: queremos falar de astrologia kármica de reencarnação e não de horóscopos diários de conteúdo duvidoso e muitas vezes ridículo e outros tipos de astrologia de baixa qualidade.

Astrologia séria é milenar e a mãe de qualquer ciência. Sempre será uma disciplina esotérica e jamais ciência, pois trata-se de ensinamentos, ensinamentos divinos longe antes do surgimentos de qualquer ciência. E mais uma coisa: astrologia sem reencarnação perde completamente sua base, pois não pode explicar passado, presente e futura, bem com saúde e doenças, pobres e ricos e todas as diferencias sociais. Sem reencarnação, sem karma, Deus somente se torna um Deus medíocre, raivoso e vingativo – como algumas religiões ensinam – e deixe ser um Deus generoso e de amor.

Como se podia pensar, a astrologia não é o ensinamento dos astros, mas se trata de princípios primordiais, princípios arquétipos de origem divina.

É para destruir mais um paradigma: os astros não tem influencias do tipo como a maioria dos astrólogos está falando. Evidentemente, Sol e Lua tem uma influencia física, o Sol para fornecer luz e calor, sem o que a vida como nos conhecemos não seria possível, e a Lua com sua proximidade e consequente força gravitacional, responsável, por exemplo, pelas marés.

Então, para que servem os astros?

Podemos comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz os eventos. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar somente em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

O grande presente de Deus ao ser humano acontece no exato momento do seu nascimento: Deus desenha seu destino bem visível com astros no céu para que ele pode ler o que o espera nesta vida. Cabe ao homem de decifrar a escrita divina. Isso com certeza não acontece em 3 linhas de um horóscopo diário de algum jornal.

E mais: com a Previsão Anual das progressões e dos trânsitos podemos ver, quando um certo evento, previsto no mapa astral, pode acontecer.

A Sinastria serve para comparar compatibilidades das relações entre as pessoas como amor e casamento, atração, equilíbrio e harmonia de temperamento e tipo, concordância mental, reencontros kármicos, laços familiares e outros mediante as posições e aspectos de todos os planetas, sempre sobre o foco especial da reencarnação.

Cada bom astrólogo kármico deveria incluir astrologia médica, pois faz parte como o karma se pronuncia.

Imagens: horoscopoblog.com.br, astrologiakarmica.com,

Astrologia Kármica: Vênus e o Amor

novembro 24, 2011 Deixe um comentário

Você consegue imaginar o que o planeta Venus pode significar e quantas informações apenas ele contem? Veja o mapa astral kármico ao lado que já foi abordado uns dias atras. Leia e vai se surpreender:


Vênus é o planeta dos relacionamentos íntimos e das emoções positivas, simbolizando amor, beleza, bem-estar, luxo, casamento, ternura e alegria. Como a Lua e Netuno, ele representa o Princípio Eterno Feminino Universal, a Lua no nível físico e Vênus no emocional.

Sol, Mercúrio, Vênus e Marte são os planetas mais influentes para nossa vida. Especialmente Vênus indica, como o amor e casamentos se realizaram em vidas passadas e informa sobre relações que influenciam hoje relações com filhas, amantes, artes e dinheiro.

Vênus fraca e em signo ou casa com poucos ou sem aspectos ou apenas com aspectos desarmônicos, indica abusos e egoísmo em vidas passadas, causando hoje relacionamentos amorosos pouco felizes.

Especialmente Vênus Retrógrada anuncia uma vida amorosa difícil e as pessoas se comportam contraditórias a respeito dos seus parceiros. Procuram organizar a relação, mas agem muito duro e exigente ou de uma maneira de baixo nível. Existe uma grande contradição entre as intenções e a realidade em que esse amor é vivido. As dificuldades com o sexo oposto se originam a uma falta de segurança interior e uma solidão afetiva, que, cheio de saudade de felicidade, não consegue soltar os bloqueios e sempre escolham parceiros errados.

Vênus retrógrada indica karma bastante pesado no campo afetivo: a pessoa, em vidas passadas, não intendeu a essência do amor. Seu comportamento trouxe muito sofrimento, razão pela qual ela hoje não consegue se entregar plenamente ao parceiro.

Ás vezes, Vênus retrógrado indica tendência homossexual em vidas passadas, mais em homens, menos em mulheres, que nem sempre passou de certa simpatia só para o mesmo sexo e antipatia para o sexo oposto. Pode ser também um indicio para uma mudança de sexo nesta vida, quer dizer, que uma alma que já encarnou varias vezes como homem, renasceu nesta vida como mulher, e vice-verso.

Sempre suspeita do parceiro segundas intenções egoístas ou interesseiras, mesmo quando este não é o caso. Mas com essa atitude e desconfiança, ele rejeita o amor do parceiro, muitas vezes injustamente, e perde a oportunidade de viver um amor com felicidade.

Felizmente, Vênus não fica toda vida retrógrado e chaga o momento, em que a alma pode sair da sua prisão da vida sentimental. No mesmo ano, em que Vênus deixa de ser retrogrado, a vida amorosa e afetiva se torna mais aberta e rica, porem mais feliz?

Homossexualidade

Como se explica homossexualidade, se não é loucura, nem doença e nem perturbação genética? Simplesmente pelo fato e mudança de sexo entre uma e outra encarnação. Assim, a alma, sem sexo em estado não encarnada, mas já com experiências de um dos dois sexos, sente a dificuldade de se organizar no sexo oposto e sente ainda tudo que sentiu num encarnação anterior.

 Vênus Retrógrado em Leãoindica que a alma, em vidas passadas, se ocupou muito em impressionar os seus amantes com luxo, dinheiro e snobismo. Em relações intimas, o seu comportamento autoritário e o desejo exagerado de proteger, fazia medo as pessoas amadas. Hoje, tem que aprender se relacionar com a pessoa amada numa maneira mais liberal e gentil e respeitar a sua individualidade.

 Quando há aspectos desarmônicos com Vênus, sempre indica falta de amor em sua personalidade e você não consegue a afeição das pessoas do seu ambiente, porque é frio, pouco simpático ou irônico e impaciente, criando obstáculos nos signos e casas envolvidos. Esta falha tem suas origens em vidas passadas.

Indica também uma certa rejeição de uma filha, irmã ou amante, ou em raros casos, a rejeição de pessoas do sexo oposto.

Muitas pessoas confundem o verdadeiro amor com o amor para uma pessoa ou um objeto, sem considerar que o amor necessita principalmente da capacidade de amar, amar a si mesmo, como também o próximo. Só assim conseguem enxergar o verdadeiro tamanho do amor.

Vênus Retrógrado na Casa 10 indica uma vida passada bastante triste e cheia de frustrações, pois você não conseguiu realizar os seus desejos mais valiosos. Você queria o prestigio, honras, fama, gloria e o reconhecimento em geral pelos seus superiores, em sua profissão ou diante da sociedade. Os traços negativos do seu caráter, como falta de tato e diplomacia, orgulho e arrogância, levaram-no ao fracasso.

Hoje, nessa vida, você tem todas as chances de se livrar desses bloqueios, simplesmente se conscientizando dessas falhas e evitando-as.

Aspecto Vênus – Saturno retrógrado

Esse aspecto é bastante infeliz e mostra que você não agiu sempre bem em vidas passadas a respeito do amor, com o sexo oposto e em relação aos outros. Os lados negativos dos dois planetas podem causar relações muito difíceis e com frieza com seus parceiros amorosos, porque você tende para segredos, intrigas e satisfação egoísta em suas paixões e até perversidades contra jovens.


 Casamento será difícil por causa do seu ciúme descontrolado, da sua maneira extremamente econômica e da sua ganância. Tudo isso pode levar a graves problemas de bloqueios e falta de capacidade de amar e ser amado.

 Mulheres sentem desconfiança da sua feminilidade, não tendo ou não querendo filhos e uma grande vulnerabilidade a críticas. Se outros aspectos apóiam, sua falta de feminilidade pode se tornar em simpatia pelo próprio sexo ou homossexualidade.

Sempre significa atrasos, barreiras para conseguir o parceiro desejado e provavelmente um parceiro bem mais velho. Esta constelação indica também a falta de carinho e ternura sentida real ou imaginada.

Veja ainda a Astrologia Medica que faz parte da Astrologia Kármica

Vênus com aspectos desarmônicos pode indicar as seguintes predisposições para enfermidades:

Quando se refere ao Touro

Adiposidades, tonsilites (com pus), angina, resfriados, constipação, espasmos na nuca, tumores, doenças das glândulas.

Disposição para dores

Glote, cavidade oral, otite média, anel linfático do pescoço (tonsilite).

Gostou do exemplo?

Imagem: www.astrologiakarmica.com

Categorias:Astrología e Horóscopo Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O que significa Sinastria?

Sabia que Sinastria Astrológica é uma maneira muito confiável de verificar a compatibilidade entre duas pessoas?

Não é sempre o físico, a aparência ou o comportamento o mais importante que decide sobre o sucesso das relações entre duas ou mais pessoas, pois envolve muitos outros fatores sensíveis como afinidade e ressonância, simpatia, amor, amizade, atracão, equilíbrio de temperamento, harmonia mental e espiritual, tipo, cheiro, instinto, aura, lembranças inconscientes e outras coisas invisíveis e não aparentes. Para comparar estas caraterísticas, a astrologia pode ajudar muito de explicar profundamente como uma relação pode se desenvolver durante o tempo.

Em geral, a astrologia kármica não conhece pessoas, mas as almas, seu passado, seu karma e o “Karma do Aqui e Agora” com suas tarefas e obrigações como efeitos atuais de causas de outras vidas. Considerando estes fatos, todas as almas são iguais, mesmo que já viveram experiências diferentes. Especialmente, quando se trata de casais e pais e filhos, todos sempre são tratados com os mesmos direitos e obrigações, independentemente da idade.

Normalmente, sinastria é feita para examinar a relação amorosa entre duas pessoas, porém serve para qualquer outra relação também. Neste sentido, a sinastria é uma ferramenta muito poderosa, seja para verificar relações entre casais, pais e filhos, irmãos, parceiros comerciais e amizades.

Amor e casamento

Serão abordados os seguintes assuntos: atração, compatibilidade, equilíbrio e harmonia de temperamento e tipo, concordância mental e espiritual mediante posições e aspectos de todos os planetas, sempre sobre o foco especial da reencarnação e possíveis encontros de outras vidas.

A primeira paixão, normalmente cega a respeito dos lados negativos do parceiro ou parceira, não permite a usual objetividade, porem mais tarde cada um revela passo por passo sua essência de ser. Quando há conflitos, cada um tenta de mudar o outro sem saber que isso é impossível e brigas e problemas estão programados. Ninguém muda o outro. Somente a própria pessoa pode mudar a si mesma, quando já tem a madureza necessária e realmente quiser.

Imagem: oraculosweb.com.br

Seu Mapa Astral Kármico

maio 21, 2011 1 comentário

O mapa astral é sempre algo inédito, pois nunca mais necessita repetir. Assim se torna muito importante para você: o plano de vida com todas as tarefas e acontecimentos para esta reencarnação. Tudo que você vai ler, é você, seu destino e principalmente as saudades mais profundas da sua alma, pois ela, como centelha de um único Criador, quer se aperfeiçoar para evoluir vida atras vida para finalmente voltar para a casa do nosso Pai.

Muitas tarefas e pedras no caminho podem atrapalhar, mas tem que ser superadas, afinal você mesmo desejou assim antes de se reencarnar de novo. Todos os fatos e acontecimentos importantes em sua vida devem estar no mapa astral e isso inclui também algumas pessoas do seu ambiente com quem você já teve contato em outras vidas.

O mapa astral de nascimento, as vezes, não indica quando e se realmente um evento previsto vai acontecer, porque sua alma, seu Eu Superior, está em permanente evolução e já pode ter superado algo que era tarefa inicial.

Saber é Poder! Você deve conhecer essas palavras. Não se deixe limitar por uma realidade aparente que é dominada pelo impossível, vai em frente e prove que tem condições de desvendar seu ser espiritual.

E mais uma coisa: não se irrite, se você não entende tudo na primeira vez. Tenha paciência com você mesmo, se você ainda não tem a afinidade com as palavras do texto. Algo que você não entenda hoje, amanha vai se abrir para você.

Falando das “influencias”, precisa saber um ponto muito importante: Planetas não têm influencias no sentido comum, mas sempre expressam princípios primordiais, princípios arquétipos. Cada planeta representa neste sentido um desses princípios que pode ser simbolicamente ativado com aspectos harmônicos e desarmônicos em conjunto com os demais.

Signos, planetas e casas do mesmo conjunto representam sempre o mesmo princípio, porem num outro grau dentro do mesmo tema de uma analogia vertical. Um exemplo deve eliminar qualquer duvida: Signos significam idéias (de um arquiteto) ainda não manifestadas, planetas são os planos e energias para sua realização, e as casas são os campos, onde e como tudo se materializa.

Para ser bem claro: astrologia nunca será o ensinamento dos astros, mas dos princípios arquétipos! Porem, nos astros podemos reconhecer e praticar estes princípios. Se uma situação prevista realmente acontecerá, depende de vários fatores, principalmente do seu estado de espírito atual e do crescimento da alma desde o nascimento.

Enquanto o mapa astral de nascimento indica o karma deste exato momento com todas suas tarefas e o programa de aprendizagem para uma vida inteira, a previsão anual indica aqueles momentos em que certos princípios devem se realizar. Mas o Universo reconhece cada mudança, cada passo em direção a evolução do espírito e da alma, considerando assim, se especialmente aspectos desarmônicos ainda estão necessários ou não para a evolução da alma. Com outras palavras, quando uma alma já absolveu de livre e espontânea vontade algo que era necessário de aprender, o principio não será mais importante de agir ou somente de uma maneira mais suave.

Podemos assim comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz o evento. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

Para saber algo de uma certa pessoa em sua vida, pode fazer sinastria que fornece todos os dados do relacionamento: amor e casamento, atração e compatibilidade, equilíbrio de temperamento e tipo, harmonia mental e emocional, duração de um relacionamento; e a posição de Saturno com o karma de um com o outro.

Alem disso, a astrologia medica pode fornecer dados sobre predisposições de doenças. Isso necessita uma explicação: como aspectos tensos e desarmônicos são provas e tarefas para esta vida, sua desobediência requer alguma compensação kármica para que você termina o programa de aprendizagem, ou seja voluntariamente ou então forçado.

Imagem: miraflores.olx.pt, magianegra.com.pt, portocity.olx.pt,

Qual é o sentido da Astrologia? (1)

fevereiro 17, 2011 Deixe um comentário

Para deixar bem claro: queremos falar de astrologia kármica de reencarnação e não de horóscopos diários de conteúdo duvidoso e muitas vezes ridículo e outros tipos de astrologia de baixa qualidade.

Astrologia séria é milenar e a mãe de qualquer ciência. Sempre será uma disciplina esotérica e jamais ciência, pois trata-se de ensinamentos, ensinamentos divinos longe antes do surgimentos de qualquer ciência. E mais uma coisa: astrologia sem reencarnação perde completamente sua base, pois não pode explicar passado, presente e futura, bem com saúde e doenças, pobres e ricos e todas as diferencias sociais. Sem reencarnação, sem karma, Deus somente se torna um Deus medíocre, raivoso e vingativo – como algumas religiões ensinam – e deixe ser um Deus generoso e de amor.

Como se podia pensar, a astrologia não é o ensinamento dos astros, mas se trata de princípios primordiais, princípios arquétipos de origem divina.

É para destruir mais um paradigma: os astros não tem influencias do tipo como a maioria dos astrólogos está falando. Evidentemente, Sol e Lua tem uma influencia física, o Sol para fornecer luz e calor, sem o que a vida como nos conhecemos não seria possível, e a Lua com sua proximidade e consequente força gravitacional, responsável, por exemplo, pelas marés.

Então, para que servem os astros?

Podemos comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz os eventos. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar somente em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

O grande presente de Deus ao ser humano acontece no exato momento do seu nascimento: Deus desenha seu destino bem visível com astros no céu para que ele pode ler o que o espera nesta vida. Cabe ao homem de decifrar a escrita divina. Isso com certeza não acontece em 3 linhas de um horóscopo diário de algum jornal.

E mais: com a Previsão Anual das progressões e dos trânsitos podemos ver, quando um certo evento, previsto no mapa astral, pode acontecer.

A Sinastria serve para comparar compatibilidades das relações entre as pessoas como amor e casamento, atração, equilíbrio e harmonia de temperamento e tipo, concordância mental, reencontros kármicos, laços familiares e outros mediante as posições e aspectos de todos os planetas, sempre sobre o foco especial da reencarnação.

Cada bom astrólogo kármico deveria incluir astrologia médica, pois faz parte como o karma se pronuncia.

Continua.

Imagens: horoscopoblog.com.br

Categorias:Astrología e Horóscopo Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: