Arquivo

Posts Tagged ‘arrogância’

Os Anjos em Nossas Vidas

2014-04-03 bAs consultas e perguntas mais emocionantes e tristes que recebo são de pais e mães de filhos que se foram sedo de mais.

Graças a Deus!, não é meu caso, mas tenho 4 filhos e 2 netos saudáveis e sei quanto os amo e por isso posso imaginar o que estes pais devem sentir com a falta do ser que eles mais do que qualquer outra coisa amavam nesta vida.

Quem não sabe que a vida sempre é eterna e que a “morte” não existe, tem muitas dificuldades de aceitar que Deus os tirou o filho amado e muitas vezes sedo de mais na juventude. Evidentemente, a pergunta neste desespero sempre é do P o r q u ê.

Foram centenas de pessoas durante muitos anos que me consultaram para ter uma resposta para exatamente este conflito, que, provavelmente, apenas a Astrologia Kármica de Reencarnação pode dar. Vida e “morte” são, como muitos pensam, uma vez a vida consciente aqui na terra e quando alguém “morre” é o fim definitivo. É um grande erro, como os ensinamentos da reencarnação e a astrologia kármica podem explicar e provar.

O fato é, que o mesmo ser é uma alma viva, aqui na terra e lá no além, em uma outra dimensão. A vida jamais termina, quando o nosso corpo morre. Ele apenas é o nosso veiculo para poder viver aqui na terra.

Enquanto este mesmo ser não está aqui, ele continua vivo com bilhões de outros seres e se prepara em outras regiões para sua volta. Quando ele “morre” lá, ele renasce aqui e quando “morre” aqui, ele renasce lá num ritmo além da nossa visão e compreensão. É muito simples. Podemos comparar isso com aquilo que fazemos todo dia e toda noite, dormir e acordar, só que uma coisa acontece mais consciente do que a outra. Os ritmos são basicamente iguais, porem a duração é diferente.

Na maioria das vezes, quando uma criança ou um adolescente “morre”, acontece o seguinte: este ser é uma pessoa muito amável, que quer ajudar os pais com sua tarefa kármica que normalmente tem a ver com amor, respectivamente com a falta de amor numa vida passada. Quando alguém, numa vida passada, não aprendeu de amar, digamos um filho, e o abandonou ou maltratou, ele criou um karma muito grave, que tem que ser compensado nesta vida com o mesmo sentimento e mesmo sofrimento, que a criança da vida passada sofreu e sentiu.

Esta é a Lei Divina, a Lei do Equilíbrio e da Causa e Efeito, e não tem nada a ver com Deus e que Ele seja culpado e responsável pela “morte” de uma criança. Acontece que só um ser muito amável, igual aos anjos, se propõe a ajudar aos pais nesta tarefa difícil e dolorosa, que trataram ele ou qualquer outra criança tão mal numa vida passada.

Existem muitas outras razões da “morte” de uma criança, mas sempre envolve o objetivo de ensinar. Em outros casos, uma doença pode ser o meio de aprender ou qualquer outra coisa, como falta de dinheiro, morar numa favela, ser um deficiente etc. Quem mata alguém, com certeza sofre igualmente uma morte violenta, nesta vida ou numa futura.

Quando alguém sofre de uma certa coisa, ele pode ter certeza que é para aprender algo que ainda não entendeu. A final, é o amor que tem que ser alcançado e que tem seu oposto chamado medo, medo em suas mais variadas formas: inveja, ciúme, raiva, violência, brutalidade, matança, fanatismo, arrogância, falta de amor, falta de piedade e muitas outras.

O mapa astral karmico mostra qualquer aprendizagem conseguida como um tipo de credito com aspectos azuis e as tarefas e lições a aprender nesta vida em vermelho.

Esteja certo, que tudo o que acontece em sua vida, tem sua razão justa e para seu bem, mesmo quando perdeu um ser muito amado.

Você está preparado… (4)

outubro 16, 2013 Deixe um comentário

…para saber quem realmente controla o mundo e escravizou você, sem que você saiba e provavelmente nem quer saber?

2013-10-16-1Após tomar posse, o sucessor de John F. Kennedy, o novo presidente Lyndon Johnson, cancelou a ordem da imediata transição do Dólar do Federal Reserve dos banqueiros para o do Tesouro, o que mostra claramente por que JFK foi assassinado! (E sabe porque? Porque o Banco Central dos EUA, o Federal Reserve, pertence aos banqueiros mais ricos do mundo, a “Elite”, e não ao Tesouro, ao estado dos EUA e assim o povo!)

Mais uma ordem de JFK, a de retirar os soldados “conselheiros” americanos, na verdade uma tropa especial chamado “Green Barrets”, do Vietnam, foi imediatamente revertido após sua morte. Com JFK vivo não teria esta terrível guerra que durou 20 anos com milhões de mortes, enquanto a “Elite” dos ricos e poderosos ganhava bilhões e bilhões de Dólar com esta guerra.

Após a crise dos mísseis cubanos, JFK queria uma solução pacífica, relação não-confronto com a União Soviética, e isso significava nunca mais guerras no mundo. Ele sabia que a próxima guerra poderia ser uma guerra nuclear e que não haveria vencedores.

E o que acontece hoje em todos os cantos do nosso planeta? Os Americanos estão em guerra, invadindo permanentemente países estrangeiros para roubar suas riquezas naturais ou para dominar estes povos como plano de dominar o mundo. Ontem amigo e hoje inimigo! Falam em democracia e usam os meios brutais de ditadura! Mentem que querem libertar os povos dos “terríveis ditadores”, mas na verdade querem apenas o óleo, como acontece no mundo árabe!

2013-10-16-2A indústria de armamento e os bancos, que ganham dinheiro com a guerra, pertencem à elite. Como Antony Sutton enfatiza, a elite tem prescrito a filosofia dialética hegeliana, segundo a qual eles provocaram e ainda provocam “conflitos controlados. As duas guerras mundiais foram “conflitos controlados “! Sua arrogância, sua energia constante, seu foco, seu desprezo pela vida humana, sua capacidade de planejar com antecedência durante décadas, e agir de acordo com esse plano, e seu sucesso duradouro é impressionante e chocante, destruindo qualquer confiança.

Declarações por homens como Disraeli, Wilson, Churchill, JFK e outros não devem deixar dúvidas na mente do leitor sobre quem controla o mundo. Presidente Franklin Delano Roosevelt escreveu em novembro de 1933, ao coronel Edward House:

“A verdade da questão é, como você e eu sabemos, que um elemento financeiro nos grandes centros possui o governo desde os dias de Andrew Jackson.” Apenas para lembrar:  Andrew Jackson, presidente dos EUA de 1829-1837 foi tão irritado com as táticas dos banqueiros (dos Rothschild) que ele disse: “Vocês são um poço cheio de víboras. Eu vou exterminá-los, e com a ajuda do Deus Eterno eu vou conseguir. Quando as pessoas finalmente entendem totalmente a injustiça de seu sistema monetário e bancário, teríamos já amanhã uma revolução.”

Imagina, hoje este sistema é muito mais perfeito e cruel com os cartões de credito e seus juros altíssimos. Quase toda humanidade e todos os países do mundo estão nas garras deles e são devedores desta Elite de sanguessugas!

É uma verdadeira escravidão,

 Continua.

Imagens: medicoanimosico.blogspot.com, seteantigoshepta.blogspot.com

Sabe o que é “Suicídio Científico”? (3)

A Ciência está nos matando, se você está acreditando ou não!

Como espécie estamos cometendo suicídio, pois permitimos que a ciência domina a nossa medicina, agricultura, alimentação e indústrias de defesa. Na medida em que permitimos que os cientistas usam o mundo para suas experiências perigosas sem os testes adequados – as vacinas da gripe, por exemplo, nunca foram cientificamente testadas a respeito da segurança ao longo prazo – estamos apenas cavando mais rapidamente a nossa própria sepultura! Precisamos aprender a acorrentar as cegas ambições de cientistas arrogantes que querem “brincar de Deus”. Caso contrário, os objetivos irresponsáveis da “Ciência sem Sabedoria” necessária vão levar-nos a nossa própria morte.

2013-08-07Em seguida, podemos esperar que em nome da ciência surgem Robô-Drones – um novo tipo de máquinas-terminadoras (Drones Al não tripuladas), que podem sem pensar lançar bombas sobre uma população civil, ou atirar neles. Tais Drones são desenvolvidos, naturalmente, em nome da “ciência” ou da “paz”, com todas suas estranhas fantasias egocêntricas dos inventores, que apesar dos seus intelectos superiores, nunca conseguiram estudar a história da humanidade.

E se não somos atingidos pelos Drones, então a nanotecnologia pode significar a nossa morte. Os cientistas já estão testando esta perigosa tecnologia, e se apenas um de tais experiências leva a um resultado do auto-replicante “grey goo” (lodo cinza), todo o nosso mundo seria inevitavelmente engolido pelas máquinas microscópicas de auto-replicantes. Em comparação, a GMs (geneticamente modificados) são relativamente inofensivos.

Se quisermos sobreviver, temos de forçar a “Ciência” de se limitar pelo Principio de Precaução! Pois sua ética e moral já esqueceram faz muito tempo!

Se quisermos superar esta ganância interminável, arrogância e ambição dos cientistas de hoje – cujo trabalho mais parece como manuseio de crianças pequenas com lança-chamas em vez de um comportamento de adultos maduros – então devemos forçar a ciência, a submeter-se ao Princípio da Precaução.

O princípio da precaução significa que temos de exigir em experimentos com a natureza de sempre agir no lado seguro e não olhar apenas os lucros. Em termos práticos, isto significa que jamais devemos deixar soltos programas genéticos de auto-replicação (OGM) no mundo e permitir que as sementes experimentais são dispersas pelo vento sobre o continente inteiro.

Nunca devemos construir Usinas Nucleares altamente radioativos onde a eletricidade é necessária para bombas do sistema emergencial para evitar um colapso nuclear. Tais sistemas devem ser concebidos de modo que elas são desligadas durante uma falha de energia, de modo que o núcleo do reator não entra em estado crítico.

Nós nunca devemos pulverizar produtos químicos sintéticos sobre culturas de terras e solos aráveis para matar insetos, se não sabemos o impacto de tais neurotoxinas ao longo prazo no ecossistema.

O princípio da precaução reconhece que a civilização humana é vulnerável e, que experiências que soam cientificas, podem reagir enlouquecido de uma maneira que não se pode prever nem com a mente mais brilhante e com as melhores intenções.

Tecnologia sem sabedoria é suicídio!

Continua.

Imagem: blogdofovest.folha.blog.uol.com.br

Astrologia Kármica – Mapa Astral Kármico (3)

Para que serve a consciência, mesmo com a percepção necessária e discernimento suficiente, se não há dignidade?

Um dos nossos maiores inimigos para a evolução são três simples palavras: dar um jeito, que expressa pequenas e até grandes malandragens que retardam nosso desenvolvimento espiritual.

O Bem e o Mal

Quando falamos do bem e mal, é para ser entendido melhor. Na verdade, não existe o bem e o mal, são simplesmente duas experiências contrárias. São os dois lados opostos da mesma moeda. A eletricidade precisa de dois pólos para funcionar, o positivo e o negativo, sem que um tenha mais valor do que o outro. Para respirar necessitamos inspirar e expirar. Qual dos dois é mais importante? Nenhum, os dois são igualmente importantes, porque significam o ritmo da vida. Onde não há este ritmo, não há vida. Por isso, o bem e o mal são experiências necessárias, que temos que fazer.

Cada alma tinha no inicio primordial seu caminho de involução, se afastando de Deus para descobrir seu EU como alma individual, mesmo sendo sempre uma centelha de Deus e fazendo parte deste Deus. Quando esta alma adquiriu experiências suficientes, começa o caminho da sua evolução. Mas não é possível que isso aconteça em todas as áreas ao mesmo instante. Aquilo, que deixamos de aprender anteriormente, significa o nosso karma atual ou pelo menos esta parte, que queremos resolver agora nesta vida.

Na verdade, somente existe o amor. O único objetivo é amar e ser amado. Mas ele tem o seu lado oposto: o medo. Todos conhecem o medo com suas faces diferentes: raiva, ódio, violência, ciúmes, arrogância, intolerância, inveja, ganância, vingança e muitas outras que temos de superar algum dia para terminar as experiências no mundo dos opostos que é nossa Terra.

Por que nos reencarnamos tantas vezes? E por que não lembramos das vidas anteriores?

O programa de aprendizagem é tão complexo que uma única vida não é suficiente. É como uma criança que começa na primeira série e depois acha que já sabe de tudo. Evidente que não. Na maneira em que absolve as séries seguintes, ela esquece completamente como aprendeu e apenas se lembra o que aprendeu. Conosco acontece à mesma coisa.

É uma graça de Deus, é o perdão Dele, o presente do esquecimento, para que podemos começar cada nova vida sem a carga das lembranças e culpas, que são muitas vezes amargas. Assim, podemos sempre recomeçar de uma maneira inocente e sem preocupações. Apenas a nossa alma memoriza todas as experiências e se manifesta mediante nossa infalível consciência, o nosso grande juiz interior. Por esta razão deveríamos sempre escutar e segui-la. Mas, para aprender onde nos erramos, o karma trás ás vezes o sofrimento, para nos sensibilizar exatamente naquela área onde ainda não estamos perfeitos. É o sofrimento necessário que nos lapida para sermos um dia um verdadeiro diamante.

Karma não é uma coisa “terrível”, mas simplesmente um estado de experiências com créditos e débitos das mais variadas áreas de todas as vidas já vividas. Se fosse uma contabilidade com conta bancária, poderíamos ver onde nos temos que nos esforçar ainda mais para ter mais credito. O karma sempre age nestas áreas, onde deixamos de evoluir de maneira voluntária.

A maior força, dada por Deus, é o nosso Livre Arbítrio. Isso quer dizer, que você, a qualquer momento, pode mudar seu destino, que você escolheu antes de nascer, fazendo simplesmente uma outra escolha! Mas isso nunca suspende seu programa de aprendizagem e somente transfere algumas tarefas para mais tarde ou uma próxima vida.

Porém, se você está consciente dos erros do passado e se arrepende verdadeiramente, muito karma com seu sofrimento pode ser cancelado pela Lei da Graça.

Imagem: elainepoltronieri.blogspot.com,

Astrologia Kármica – Mapa Astral Kármico (2)

Você sabia que cada alma desencarnada escolhe e planeja cuidadosamente, junto com seus guias espirituais e conforme suas necessidades kármicas, suas tarefas em cada detalhe que quer enfrentar numa nova reencarnação, incluindo o ambiente, as condições de vida e seus parceiros, como família, relações amorosas e filhos?

Imagine um ser que errou muito em vidas passadas com abusos de poder, de dinheiro, de arrogância, de ignorância, de ganancia, e malandragens etc., etc.

Provavelmente vai escolher nesta reencarnação uma vida humilde para conhecer o outro lado da moeda e pagar seu karma com pobreza, doenças, brigas, desentendimentos, e infelicidades e, quem sabe, vivendo dentro de uma favela, porque no estado não encarnado, cada ser tem uma consciência ilimitada e somente sente a necessidade de evoluir o mais breve possível.

Quando tudo for acertado, apenas falta determinar o melhor momento para o nascimento para coincidir com as constelações do céu.

Imagina ainda como será a infância desta criança, sua educação, sua adolescência e com a vizinhança com o crime? A lição de vida vai ser muito dura e apenas poucas pessoas vão poder se superar e conseguir alcançar uma vida melhor.

Mas também muitas outras pessoas, pessoas de bem, estão num caminho errado sem saber e eu me pergunto, quantos golpes do destino são necessários para que enxerguem que tem que mudar suas atitudes e tomar outras escolhas? Quanto sofrimento, quantas doenças podiam ser evitadas, se as pessoas tomassem voluntariamente uma direção diferente e os sofrimentos e as dores forçadas não seriam mais necessárias?

Cada um pode mudar seu destino, se tiver a consciência, percepção e discernimento do certo e errado. Sempre há escolhas para fazer e você mesmo decide quais provas e tarefas quer experimentar. Para tudo isso serve a astrologia kármica, para discernir entre as diferentes ações e dar preferencia a uma compreensão e consciência espiritual maior e crescente.

Raras vezes, eu como astrólogo kármico, conheço as pessoas pessoalmente, seus rostos e mesmo assim me torna normalmente seu amigo, pois eu vejo suas almas, seu karma, seu passado, suas alegrias e suas tristezas e sofrimentos, seus amores e seus medos. Com sensibilidade, conhecimentos e experiência, minha única intenção é de ajudar as pessoas se conhecerem a si mesmas melhor e indicar um caminho mais feliz para a vida atual e futura e ao mesmo tempo para sua evolução espiritual.

Cada um pode saber, porque sua vida é assim como é, de onde ele vem e para onde vai. Todas as perguntas podem ser respondidas.

Imagem: viverconsciente.com,

Astrologia Kármica: Vênus e o Amor

novembro 24, 2011 Deixe um comentário

Você consegue imaginar o que o planeta Venus pode significar e quantas informações apenas ele contem? Veja o mapa astral kármico ao lado que já foi abordado uns dias atras. Leia e vai se surpreender:


Vênus é o planeta dos relacionamentos íntimos e das emoções positivas, simbolizando amor, beleza, bem-estar, luxo, casamento, ternura e alegria. Como a Lua e Netuno, ele representa o Princípio Eterno Feminino Universal, a Lua no nível físico e Vênus no emocional.

Sol, Mercúrio, Vênus e Marte são os planetas mais influentes para nossa vida. Especialmente Vênus indica, como o amor e casamentos se realizaram em vidas passadas e informa sobre relações que influenciam hoje relações com filhas, amantes, artes e dinheiro.

Vênus fraca e em signo ou casa com poucos ou sem aspectos ou apenas com aspectos desarmônicos, indica abusos e egoísmo em vidas passadas, causando hoje relacionamentos amorosos pouco felizes.

Especialmente Vênus Retrógrada anuncia uma vida amorosa difícil e as pessoas se comportam contraditórias a respeito dos seus parceiros. Procuram organizar a relação, mas agem muito duro e exigente ou de uma maneira de baixo nível. Existe uma grande contradição entre as intenções e a realidade em que esse amor é vivido. As dificuldades com o sexo oposto se originam a uma falta de segurança interior e uma solidão afetiva, que, cheio de saudade de felicidade, não consegue soltar os bloqueios e sempre escolham parceiros errados.

Vênus retrógrada indica karma bastante pesado no campo afetivo: a pessoa, em vidas passadas, não intendeu a essência do amor. Seu comportamento trouxe muito sofrimento, razão pela qual ela hoje não consegue se entregar plenamente ao parceiro.

Ás vezes, Vênus retrógrado indica tendência homossexual em vidas passadas, mais em homens, menos em mulheres, que nem sempre passou de certa simpatia só para o mesmo sexo e antipatia para o sexo oposto. Pode ser também um indicio para uma mudança de sexo nesta vida, quer dizer, que uma alma que já encarnou varias vezes como homem, renasceu nesta vida como mulher, e vice-verso.

Sempre suspeita do parceiro segundas intenções egoístas ou interesseiras, mesmo quando este não é o caso. Mas com essa atitude e desconfiança, ele rejeita o amor do parceiro, muitas vezes injustamente, e perde a oportunidade de viver um amor com felicidade.

Felizmente, Vênus não fica toda vida retrógrado e chaga o momento, em que a alma pode sair da sua prisão da vida sentimental. No mesmo ano, em que Vênus deixa de ser retrogrado, a vida amorosa e afetiva se torna mais aberta e rica, porem mais feliz?

Homossexualidade

Como se explica homossexualidade, se não é loucura, nem doença e nem perturbação genética? Simplesmente pelo fato e mudança de sexo entre uma e outra encarnação. Assim, a alma, sem sexo em estado não encarnada, mas já com experiências de um dos dois sexos, sente a dificuldade de se organizar no sexo oposto e sente ainda tudo que sentiu num encarnação anterior.

 Vênus Retrógrado em Leãoindica que a alma, em vidas passadas, se ocupou muito em impressionar os seus amantes com luxo, dinheiro e snobismo. Em relações intimas, o seu comportamento autoritário e o desejo exagerado de proteger, fazia medo as pessoas amadas. Hoje, tem que aprender se relacionar com a pessoa amada numa maneira mais liberal e gentil e respeitar a sua individualidade.

 Quando há aspectos desarmônicos com Vênus, sempre indica falta de amor em sua personalidade e você não consegue a afeição das pessoas do seu ambiente, porque é frio, pouco simpático ou irônico e impaciente, criando obstáculos nos signos e casas envolvidos. Esta falha tem suas origens em vidas passadas.

Indica também uma certa rejeição de uma filha, irmã ou amante, ou em raros casos, a rejeição de pessoas do sexo oposto.

Muitas pessoas confundem o verdadeiro amor com o amor para uma pessoa ou um objeto, sem considerar que o amor necessita principalmente da capacidade de amar, amar a si mesmo, como também o próximo. Só assim conseguem enxergar o verdadeiro tamanho do amor.

Vênus Retrógrado na Casa 10 indica uma vida passada bastante triste e cheia de frustrações, pois você não conseguiu realizar os seus desejos mais valiosos. Você queria o prestigio, honras, fama, gloria e o reconhecimento em geral pelos seus superiores, em sua profissão ou diante da sociedade. Os traços negativos do seu caráter, como falta de tato e diplomacia, orgulho e arrogância, levaram-no ao fracasso.

Hoje, nessa vida, você tem todas as chances de se livrar desses bloqueios, simplesmente se conscientizando dessas falhas e evitando-as.

Aspecto Vênus – Saturno retrógrado

Esse aspecto é bastante infeliz e mostra que você não agiu sempre bem em vidas passadas a respeito do amor, com o sexo oposto e em relação aos outros. Os lados negativos dos dois planetas podem causar relações muito difíceis e com frieza com seus parceiros amorosos, porque você tende para segredos, intrigas e satisfação egoísta em suas paixões e até perversidades contra jovens.


 Casamento será difícil por causa do seu ciúme descontrolado, da sua maneira extremamente econômica e da sua ganância. Tudo isso pode levar a graves problemas de bloqueios e falta de capacidade de amar e ser amado.

 Mulheres sentem desconfiança da sua feminilidade, não tendo ou não querendo filhos e uma grande vulnerabilidade a críticas. Se outros aspectos apóiam, sua falta de feminilidade pode se tornar em simpatia pelo próprio sexo ou homossexualidade.

Sempre significa atrasos, barreiras para conseguir o parceiro desejado e provavelmente um parceiro bem mais velho. Esta constelação indica também a falta de carinho e ternura sentida real ou imaginada.

Veja ainda a Astrologia Medica que faz parte da Astrologia Kármica

Vênus com aspectos desarmônicos pode indicar as seguintes predisposições para enfermidades:

Quando se refere ao Touro

Adiposidades, tonsilites (com pus), angina, resfriados, constipação, espasmos na nuca, tumores, doenças das glândulas.

Disposição para dores

Glote, cavidade oral, otite média, anel linfático do pescoço (tonsilite).

Gostou do exemplo?

Imagem: www.astrologiakarmica.com

Categorias:Astrología e Horóscopo Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O que você sente ouvindo as palavras Xamã ou Xamanismo?

Para me soa misterioso e cheio de magia.

Calendário dos Maias e profecias dos Hopi são assuntos – varias vezes já abordados em combinação com as mudanças de 2012 – que os povos indígenas trataram com muito mais sabedoria do que a inteligência dos ocidentais.

A Wikipédia explica o xamanismo como segue: O xamanismo é um termo genericamente usado em referência a práticas etnomédicas, mágicas, religiosas (animista, primitiva) e filosóficas (metafísica), envolvendo cura, transe, metamorfose e contato direto entre corpos e espíritos de outros xamãs, de seres míticos, de animais, dos mortos, etc.

Qual é então a diferença entre xamanismo e a antiga astrologia kármica de reencarnação que continha toda sabedoria divina e pode ser tratada coma base da moderna ciência? Nenhuma!

É uma triste verdade que a civilização ocidental hoje com sua arrogância e fingida superioridade considera qualquer crença, fé e religião fora do cristianismo primitivo e esquece completamente que o xamanismo, por exemplo, ainda é sagrado para os nativos deste continente do ponto mais ao sul, Terra do Fogo ate o ponto mais ao norte, Alasca e Groenlândia.

(Alias primitivo: como se pode chamar a rigorosa cobrança do dizimo das igrejas evangélicas e os crimes sexuais dos sacerdotes católicos?)

Em todos os países, inclusive Brasil, os antigos donos desta terra nunca foram respeitados, pelo contrario, foram caçados, maltratados, escravizados, assassinados e finalmente em grande parte exterminados. Infelizmente, também se perdeu muito das suas antigas culturas e sabedorias. Hoje, com a biodiversidade, alguns dos antigos segredos de cura estão sendo recuperados. Sabia que os antigos índios não conheceram Dengue, Febre Amarela e Malaria? Porque plantaram inhame!

O interessante é que todas as raízes das antigas civilizações do leste e oeste, do norte ao sul, vem da mesma fonte: ensinamentos divinos, mesmo que existem pequenas diferenças locais.

Sempre existia em primeiro lugar a astrologia para ensinar as regras básicas de viver em paz com a natureza neste planeta e dentro deste conceito se desenvolveu paralelamente a religião, a medicina, as culturas e as ciências modernas que não querem mais saber das suas origens.

O que falta neste mundo tão moderno e esclarecido (?) é respeito ao outro, ao ser diferente!

Imagem: magiadeluzespacoesoterico.blogspot.com

%d blogueiros gostam disto: