Arquivo

Posts Tagged ‘câncer de mama’

Mais Força Vital…

…com os melhores vegetais alcalinos.

Para o bem de todos vamos ficar mais um pouco com este assunto tão importante para nossa saúde e melhor ainda, para evitar as doenças mais perigosas!

Uma dieta alcalina aumenta a vitalidade, porque garante que o tecido fica liso e reduz processos inflamativos no corpo. Muitas pessoas que hoje sofrem de inflamações, não prestam atenção à uma nutrição básica.

2013-10-08Isto resulta em doenças tais como a artrite, câncer, síndrome do intestino irritável e fibromialgia. Num corpo equilibrado básico (7,365 pH), os ossos se tornam mais fortes, reduzindo o risco de osteoporose.

Para ficar sempre saudável, nossa dieta tem que conter os seguintes alimentos:

Espinafre: Como todas as hortaliças verdes, espinafre é muito alcalina e fornece bastante clorofila, que reforça o sangue, age básico e contem vitamina A, C, B2, E e K, além de cálcio, fibra, ácido fólico, ferro, magnésio, manganês e potássio.

Couve: Couve tem propriedades anticancerígenas, reduz o colesterol e contém uma grande quantidade de antioxidantes. Ele também fornece abundância de vitamina A, C e K, clorofila e glicosinolatos, também anticancerígenas.

Pepinos: Pepinos consistem de 95 por cento de água e são fortemente básico. Eles são ricos em antioxidantes, como o lignanas secoisolariciresinol, pinoresinol e lariciresinol. Isso pode, como mostram os estudos, reduzir o risco de certos tipos de câncer e doenças cardiovasculares. Pepinos podem proteger contra o câncer de mama, câncer de ovário, câncer de próstata e câncer uterino. Eles incluem vitaminas A, B, C e K e componentes alcalinos, como sais minerais, tais como cálcio, cobre, ferro, magnésio, manganês, fósforo, potássio, zinco e selénio.

2013-10-08-2Brócolos: Brócolos também pode retardar câncer e fortalecer o sistema cardiovascular e digestivo, além de estimular a desintoxicação. Como também reduz inflamações e proporciona em abundância antioxidantes, protege o sistema imunológico, o metabolismo e a pele. Por causa de seu alto teor alcalino, deve ser consumido cru ou cozido no vapor, quatro vezes por semana.

Abacate: Anteriormente, acreditava-se que abacate pode engordar, porque 85 por cento das suas calorias são de gorduras. Mas estes são gorduras saudáveis​​, que não engordam. O abacate tem um elevado teor de ácido oleico, o que reduz o valor de colesterol total. Também aumenta o HDL e reduz o nível de LDL, o colesterol “ruim”. O ácido oleico, impede algumas doenças cardiovasculares e estimula a formação de antioxidantes. Os óleos ômega em abacates aumentam o metabolismo e ajudam a perder peso. Além disso, o abacate contém muitos outros nutrientes que protegem contra a inflamação, câncer, diabetes, e são saudáveis ​​para o coração. Finalmente, proporciona importantes antioxidantes tais como alfa-caroteno, selênio, beta-caroteno e luteina.

Salzão: Salzão também é muito básico e contém uma grande quantidade de vitamina C e os chamados “ftalidas” ” cumarinas. Os primeiros diminuem  o colesterol, os segundos inibem certos tipos de câncer. O aipo contém uma grande quantidade de sódio e de potássio, e, portanto, ajuda na desidratação do corpo.

Pimentão: Pimentão também pertence aos legumes básicos, porque eles contêm uma grande quantidade de antioxidantes. Como os estudos demonstraram, reduz o risco de diabetes tipo 2, câncer, doenças cardiovasculares, inflamações, degeneração macular e outras doenças. Ele também fornece o vitaminas A, C e E.

Se quiser fazer um grande favor ao você mesmo e sua saúde, segue estas recomendações e mude seus hábitos ruins de alimentação. E espalha isso entre seus familiares e amigos.

Com certeza, alguém não vai gostar: a Big Pharma e aqueles médicos que vivem dos doentes de câncer e outras doenças, que gostam tanto de meter medo e pânico nos seus pacientes.

Que pena que Brad Pitt e Angelina Jolie não sabiam nada destas coisas tão simples!

Fontes: Yanjun, Kopp Verlag,

WHFoods.com

AltMedicine.about.com

Telegraph.co.uk

Anúncios

O que você não deve saber sobre câncer (1)

março 26, 2012 1 comentário

A vitamina D e Câncer – nove fatos que eles querem esconder de você.

Anteriormente, o diagnóstico com o grande C pareceu uma sentença de morte. Às vezes, os pacientes reprimem a doença. Quem poderia culpá-los? E com razão, pois a medicina tradicional mostra um quadro pouco animador para pacientes de câncer com seus métodos de tratamento que não melhoram a qualidade de vida, sem falar de náuseas e perda de cabelo, para não mencionar ainda outros.

No entanto, os recentes descobertas científicas inovadoras agora permitem insights sobre a verdadeira natureza da doença, o que possibilita aos pesquisadores de considerar mais o conceito de uma terapêutica com orientação alimentar. Assim, a idéia está ganhando terreno que a prevenção ou cura do câncer não é necessariamente ligada ao desenvolvimento e o uso de medicamentos caros, e que os meios financeiros podem ser utilizados para aquilo que a natureza já oferece: alimentos e a luz do sol!

Os Fatos

Mas se algo tão eficaz está disponível para todos, por que ninguém usa?

A recente descoberta de que o corpo pode se defender com a ajuda da vitamina D contra muitas doenças crônicas, tem despertado o interesse de muitos pesquisadores – especialmente a vitamina do sol que muitas vezes é capaz de prevenir ou curar doenças como câncer. Veja um breve resumo dos fatos que surgiram a partir de estudos nos últimos anos.

1.Vitamina D reduz risco de câncer por 77 por cento

Em Nebraska, EUA, um estudo foi feito com 1179 mulheres saudáveis durante 4 anos, divididas em dois grupos. Um grupo recebeu placebo e o outro recebeu vitamina D. Este último grupo mostrou uma vantagem por 60 por cento, considerando, porem, somente os três anos, os vantagens cresceram ate 77 por cento, como menor incidência de câncer.

2.Vitamina D pode prevenir o câncer

De acordo com o Centro Americano de Pesquisa de Câncer , National Cancer Institute, 80 por cento de todos os casos de câncer podem ser evitados. Uma dieta saudável e equilibrada pode prevenir o câncer.

Esta seria uma dieta com pouco açúcar refinado e carne processada, mas com abundância de frutas, verduras e muita vitamina D, quer de alimentos ou do sol. Estudos têm demonstrado que o consumo freqüente de produtos de origem animal e produtos lácteos, que contem ácidos graxos saturados e hormônios, podem causar câncer de mama.

Continua.

Imagem: Kopp-Verlag

Fontes: Aurora Geib, NaturalNews,

%d blogueiros gostam disto: