Arquivo

Posts Tagged ‘Causa e Efeito’

Os Anjos em Nossas Vidas

2014-04-03 bAs consultas e perguntas mais emocionantes e tristes que recebo são de pais e mães de filhos que se foram sedo de mais.

Graças a Deus!, não é meu caso, mas tenho 4 filhos e 2 netos saudáveis e sei quanto os amo e por isso posso imaginar o que estes pais devem sentir com a falta do ser que eles mais do que qualquer outra coisa amavam nesta vida.

Quem não sabe que a vida sempre é eterna e que a “morte” não existe, tem muitas dificuldades de aceitar que Deus os tirou o filho amado e muitas vezes sedo de mais na juventude. Evidentemente, a pergunta neste desespero sempre é do P o r q u ê.

Foram centenas de pessoas durante muitos anos que me consultaram para ter uma resposta para exatamente este conflito, que, provavelmente, apenas a Astrologia Kármica de Reencarnação pode dar. Vida e “morte” são, como muitos pensam, uma vez a vida consciente aqui na terra e quando alguém “morre” é o fim definitivo. É um grande erro, como os ensinamentos da reencarnação e a astrologia kármica podem explicar e provar.

O fato é, que o mesmo ser é uma alma viva, aqui na terra e lá no além, em uma outra dimensão. A vida jamais termina, quando o nosso corpo morre. Ele apenas é o nosso veiculo para poder viver aqui na terra.

Enquanto este mesmo ser não está aqui, ele continua vivo com bilhões de outros seres e se prepara em outras regiões para sua volta. Quando ele “morre” lá, ele renasce aqui e quando “morre” aqui, ele renasce lá num ritmo além da nossa visão e compreensão. É muito simples. Podemos comparar isso com aquilo que fazemos todo dia e toda noite, dormir e acordar, só que uma coisa acontece mais consciente do que a outra. Os ritmos são basicamente iguais, porem a duração é diferente.

Na maioria das vezes, quando uma criança ou um adolescente “morre”, acontece o seguinte: este ser é uma pessoa muito amável, que quer ajudar os pais com sua tarefa kármica que normalmente tem a ver com amor, respectivamente com a falta de amor numa vida passada. Quando alguém, numa vida passada, não aprendeu de amar, digamos um filho, e o abandonou ou maltratou, ele criou um karma muito grave, que tem que ser compensado nesta vida com o mesmo sentimento e mesmo sofrimento, que a criança da vida passada sofreu e sentiu.

Esta é a Lei Divina, a Lei do Equilíbrio e da Causa e Efeito, e não tem nada a ver com Deus e que Ele seja culpado e responsável pela “morte” de uma criança. Acontece que só um ser muito amável, igual aos anjos, se propõe a ajudar aos pais nesta tarefa difícil e dolorosa, que trataram ele ou qualquer outra criança tão mal numa vida passada.

Existem muitas outras razões da “morte” de uma criança, mas sempre envolve o objetivo de ensinar. Em outros casos, uma doença pode ser o meio de aprender ou qualquer outra coisa, como falta de dinheiro, morar numa favela, ser um deficiente etc. Quem mata alguém, com certeza sofre igualmente uma morte violenta, nesta vida ou numa futura.

Quando alguém sofre de uma certa coisa, ele pode ter certeza que é para aprender algo que ainda não entendeu. A final, é o amor que tem que ser alcançado e que tem seu oposto chamado medo, medo em suas mais variadas formas: inveja, ciúme, raiva, violência, brutalidade, matança, fanatismo, arrogância, falta de amor, falta de piedade e muitas outras.

O mapa astral karmico mostra qualquer aprendizagem conseguida como um tipo de credito com aspectos azuis e as tarefas e lições a aprender nesta vida em vermelho.

Esteja certo, que tudo o que acontece em sua vida, tem sua razão justa e para seu bem, mesmo quando perdeu um ser muito amado.

Astrologia Kármica: Como o Karma trabalha

novembro 4, 2011 1 comentário

Conte-me sobre suas doenças e eu ti digo quem você é!

É uma característica do Karma de apontar sempre nossos pontos fracos. Quer saber como? É muito fácil.

Cada Signo, Planeta e Casa se relaciona, respectivamente representa não somente princípios primordiais, mas também alguma parte do nosso corpo. Por exemplo, Aries representa a cabeça e pode desenvolver as seguintes doenças:

Cefaléias e enxaquecas, perda da audição e da visão, neurastenia, problemas na vesícula biliar, músculos, tendões, as funções sexuais, inflamações em geral, febre, doenças da vesícula biliar, hemorragias, acidentes, ferimentos.

Touro representa a região do pescoço (com laringe) é responsável por funções ligadas à fala, à respiração e à deglutição e é consequentemente responsável por doenças como: Adiposidades, tonsilites (com pus), angina, resfriados, constipação, espasmos na nuca, tumores e doenças das glândulas.

Assim funciona com o corpo inteiro e todas as doenças.

Resumindo: Conte-me sobre suas doenças e eu ti digo quem você é! Respectivamente, seu karma como efeito de alguma causa acontecida no passado. Quer dizer, você aprontou em vidas passadas, criou karma e tem que pagar hoje para compensar e aprender para superar e evoluir. Não é simples?

Agora, vamos ver mais de perto um caso atual: Um politico bem popular de repente está com câncer de laringe. É uma doença tipicamente dos grandes mentirosos. Será que o karma reagiu nesta caso, apos décadas de grandes mentiras profissionais, especialmente rápido e não esperou ate a próxima encarnação?

Não é que o povo diz: aqui se faz, aqui se paga.

Imagem: portalsaofrancisco.com.br

Destino ou Coincidência?

agosto 22, 2011 5 comentários

Quem acredita em Astrologia Kármica de Reencarnação sabe que no Universo não há lugar para coincidências, porque tudo tem sua ordem conforme as Leis Cósmicas e nada pode escapar. (Cosmo quer dizer ordem.)

Olha no céu e veja as estrelas. Ou melhor ainda, nosso sistema solar. Todos os movimentos dos planetas são previsíveis e calculáveis e funcionam como um relógio de precisão. E isso durante muitos milênios. Ou você não concorda? Então, me diga, onde há espaço para coincidências.

Vamos ver alguns exemplos da previsibilidade de alguns planetas e os Princípios Primordiais que eles representam no mapa astral de uma pessoa, sempre lembrando que a astrologia kármica funciona como um instrumento de medição que mede e não produz a realidade, como um termômetro que meda a temperatura, mas não produz a febre. Evidentemente, qualquer planeta somente informa sobre acontecimentos de vidas passadas e seus efeitos neste vida atual. Com outras palavras, karma em ação, causa e efeito ou como Jesus disse: o que você semeou – em outras vidas – vai colher – nesta vida. Esta é a lei!

Todos tem uma ideia o que a Venus significa: Beleza, amor e bem estar e muito mais características positivas. Mas o que pode acontecer, quando Venus está com aspectos desarmônicos, bloqueada e sem aspectos ou ainda retrograda?

Estas pessoas com certeza reclamam das suas relações amorosas miseráveis. Ou não encontram um parceiro certo ou as relações sempre terminam logo e somente resta insatisfação, tristeza e solidão. Conheço tantas pessoas com este destino triste e não importa, se são bonitas ou não, se tem dinheiro ou não, eles sempre atraem parceiros errados que as traiam ou logo abandonam.

Uma cliente que conhece deste sua infância, infelizmente tem a Venus completamente abandonada, quer dizer, sem nenhum aspecto. Para não complicar, nem vou mencionar o signo e a casa em que a Venus se encontra. Signo e casa somente informam o que aconteceu no passado para deixar a Venus agora amarrada.

Minha cliente é uma linda mulher de 33 anos com boa educação, que sabe conversar, que tem muitos amigos, que sempre é uma agradável companhia e que parece estar muito feliz, mas isso não é o caso, pois ela nunca conseguiu ter um parceiro por um período longo ou mesmo casar e ter filhos. Sempre foi traída e abandonada por razões ridículas. Eu sei que ela está sofrendo muito.

Claro, que ela não sabe conscientemente o que aconteceu em vidas passadas, mas o mapa astral define isso muito bem, que ela sempre traiu e abandonou seus parceiros no passados, criando assim muito sofrimento. Hoje, as Leis da Atração, ou da Afinidade, ou da Ressonância respondem claramente de tal maneira que ela sempre se interessa por parceiros ruins. Para todos em sua volta, isso é previsível, apenas não para ela. E não adianta de avisar.

Pois é, destino ou coincidências? O que você acha?

Continua.

Imagem: acropolepoetica.blogspot.com,

%d blogueiros gostam disto: