Arquivo

Posts Tagged ‘doenças cardiovasculares’

Mais Força Vital…

…com os melhores vegetais alcalinos.

Para o bem de todos vamos ficar mais um pouco com este assunto tão importante para nossa saúde e melhor ainda, para evitar as doenças mais perigosas!

Uma dieta alcalina aumenta a vitalidade, porque garante que o tecido fica liso e reduz processos inflamativos no corpo. Muitas pessoas que hoje sofrem de inflamações, não prestam atenção à uma nutrição básica.

2013-10-08Isto resulta em doenças tais como a artrite, câncer, síndrome do intestino irritável e fibromialgia. Num corpo equilibrado básico (7,365 pH), os ossos se tornam mais fortes, reduzindo o risco de osteoporose.

Para ficar sempre saudável, nossa dieta tem que conter os seguintes alimentos:

Espinafre: Como todas as hortaliças verdes, espinafre é muito alcalina e fornece bastante clorofila, que reforça o sangue, age básico e contem vitamina A, C, B2, E e K, além de cálcio, fibra, ácido fólico, ferro, magnésio, manganês e potássio.

Couve: Couve tem propriedades anticancerígenas, reduz o colesterol e contém uma grande quantidade de antioxidantes. Ele também fornece abundância de vitamina A, C e K, clorofila e glicosinolatos, também anticancerígenas.

Pepinos: Pepinos consistem de 95 por cento de água e são fortemente básico. Eles são ricos em antioxidantes, como o lignanas secoisolariciresinol, pinoresinol e lariciresinol. Isso pode, como mostram os estudos, reduzir o risco de certos tipos de câncer e doenças cardiovasculares. Pepinos podem proteger contra o câncer de mama, câncer de ovário, câncer de próstata e câncer uterino. Eles incluem vitaminas A, B, C e K e componentes alcalinos, como sais minerais, tais como cálcio, cobre, ferro, magnésio, manganês, fósforo, potássio, zinco e selénio.

2013-10-08-2Brócolos: Brócolos também pode retardar câncer e fortalecer o sistema cardiovascular e digestivo, além de estimular a desintoxicação. Como também reduz inflamações e proporciona em abundância antioxidantes, protege o sistema imunológico, o metabolismo e a pele. Por causa de seu alto teor alcalino, deve ser consumido cru ou cozido no vapor, quatro vezes por semana.

Abacate: Anteriormente, acreditava-se que abacate pode engordar, porque 85 por cento das suas calorias são de gorduras. Mas estes são gorduras saudáveis​​, que não engordam. O abacate tem um elevado teor de ácido oleico, o que reduz o valor de colesterol total. Também aumenta o HDL e reduz o nível de LDL, o colesterol “ruim”. O ácido oleico, impede algumas doenças cardiovasculares e estimula a formação de antioxidantes. Os óleos ômega em abacates aumentam o metabolismo e ajudam a perder peso. Além disso, o abacate contém muitos outros nutrientes que protegem contra a inflamação, câncer, diabetes, e são saudáveis ​​para o coração. Finalmente, proporciona importantes antioxidantes tais como alfa-caroteno, selênio, beta-caroteno e luteina.

Salzão: Salzão também é muito básico e contém uma grande quantidade de vitamina C e os chamados “ftalidas” ” cumarinas. Os primeiros diminuem  o colesterol, os segundos inibem certos tipos de câncer. O aipo contém uma grande quantidade de sódio e de potássio, e, portanto, ajuda na desidratação do corpo.

Pimentão: Pimentão também pertence aos legumes básicos, porque eles contêm uma grande quantidade de antioxidantes. Como os estudos demonstraram, reduz o risco de diabetes tipo 2, câncer, doenças cardiovasculares, inflamações, degeneração macular e outras doenças. Ele também fornece o vitaminas A, C e E.

Se quiser fazer um grande favor ao você mesmo e sua saúde, segue estas recomendações e mude seus hábitos ruins de alimentação. E espalha isso entre seus familiares e amigos.

Com certeza, alguém não vai gostar: a Big Pharma e aqueles médicos que vivem dos doentes de câncer e outras doenças, que gostam tanto de meter medo e pânico nos seus pacientes.

Que pena que Brad Pitt e Angelina Jolie não sabiam nada destas coisas tão simples!

Fontes: Yanjun, Kopp Verlag,

WHFoods.com

AltMedicine.about.com

Telegraph.co.uk

DIMINUA SEU RISCO DE MORTE PREMATURA COM ÔMEGA-3

novembro 5, 2011 Deixe um comentário

por Prof. David Menezes ou Delia Wilder

Durante anos, os consumidores aprenderam sobre os benefícios da redução de doenças cardiovasculares através da ingestão de ácidos graxos ômega-3.

As pesquisas estabeleceram as bases para os cardiologistas agora prescreverem suplementos de ômega-3 para seus pacientes. Muito além dos benefícios da redução de doenças cardíacas, os cientistas descobriram novos dados surpreendentes sobre o fato dos ácidos graxos ômega-3 diminuirem o risco geral de morte prematura.

Essa redução é observada não só em pessoas com doenças crônicas, como também naqueles que são aparentemente saudáveis. Estudos publicados mostram que você pode reduzir seu risco de morte prematura em até 85%, mantendo níveis ótimos de gorduras ômega-3 em seu corpo.

O que você precisa saber para diminuir seu risco de morte prematura com Ômega-3:

  • Os ácidos graxos ômega-3 têm um papel bem estabelecido na prevenção da doença cardiovascular.
  • Estudos recentes estão revelando um papel para essas gorduras benéficas na redução do risco de morte prematura por várias causas.
  • Ao reduzir o seu nível total de inflamação no corpo, o ômega-3 pode reduzir o risco de muitas doenças que nos levam a morrer precoce.
  • Mantendo o seu ômega-3 em níveis elevados, e seu ômega-6 em níveis baixos, pode ajudar a prevenir a síndrome metabólica, os sintomas de depressão e ansiedade, uma variedade de formas de câncer, e muitas formas de doenças hepáticas e renais, os quais estão associados com a morte prematura.
  • Ômega-3 também contribue para reduzir os efeitos deletérios de estresse crônico e níveis elevados de cortisol.
  • Se você não está ingerindo pelo menos 2 gramas/dia de um suplemento de alta qualidade ômega-3, você pode não estar se protejendo suficientemente.

Referências: 1. Leon H, Shibata MC, Sivakumaran S, Dorgan M, Chatterley T, Tsuyuki RT. Effect of fish oil on arrhythmias and mortality: systematic review. BMJ. 2008;337:a2931. 2. Zhao YT, Chen Q, Sun YX, et al. Prevention of sudden cardiac death with omega-3 fatty acids in patients with coronary heart disease: a meta-analysis of randomized controlled trials. Ann Med. 2009;41(4):301-10. 3. Marik PE, Varon J. Omega-3 dietary supplements and the risk of cardiovascular events: a systematic review. Clin Cardiol. 2009 Jul;32(7):365-72. 4. Gopinath B, Buyken AE, Flood VM, Empson M, Rochtchina E, Mitchell P. Consumption of polyunsaturated fatty acids, fish, and nuts and risk of inflammatory disease mortality. Am J Clin Nutr. 2011 May;93(5):1073-9. 5. Macchia A, Monte S, Pellegrini F, et al. Omega-3 fatty acid supplementation reduces one-year risk of atrial fibrillation in patients hospitalized with myocardial infarction. Eur J Clin Pharmacol. 2008 Jun;64(6):627-34.

Leia o Artigo Completo (Inglês): http://bit.ly/n2LrSE

Imagem: nutricaoedieteticahumana.blogspot.com, tecnologia.culturamix.com,

%d blogueiros gostam disto: