Arquivo

Posts Tagged ‘ensinamentos divinos’

Qual é o sentido da Astrologia?

janeiro 31, 2012 Deixe um comentário

Para deixar bem claro: queremos falar de astrologia kármica de reencarnação e não de horóscopos diários de conteúdo duvidoso e muitas vezes ridículo e outros tipos de astrologia de baixa qualidade.

Astrologia séria é milenar e a mãe de qualquer ciência. Sempre será uma disciplina esotérica e jamais ciência, pois trata-se de ensinamentos, ensinamentos divinos longe antes do surgimentos de qualquer ciência. E mais uma coisa: astrologia sem reencarnação perde completamente sua base, pois não pode explicar passado, presente e futura, bem com saúde e doenças, pobres e ricos e todas as diferencias sociais. Sem reencarnação, sem karma, Deus somente se torna um Deus medíocre, raivoso e vingativo – como algumas religiões ensinam – e deixe ser um Deus generoso e de amor.

Como se podia pensar, a astrologia não é o ensinamento dos astros, mas se trata de princípios primordiais, princípios arquétipos de origem divina.

É para destruir mais um paradigma: os astros não tem influencias do tipo como a maioria dos astrólogos está falando. Evidentemente, Sol e Lua tem uma influencia física, o Sol para fornecer luz e calor, sem o que a vida como nos conhecemos não seria possível, e a Lua com sua proximidade e consequente força gravitacional, responsável, por exemplo, pelas marés.

Então, para que servem os astros?

Podemos comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz os eventos. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar somente em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

O grande presente de Deus ao ser humano acontece no exato momento do seu nascimento: Deus desenha seu destino bem visível com astros no céu para que ele pode ler o que o espera nesta vida. Cabe ao homem de decifrar a escrita divina. Isso com certeza não acontece em 3 linhas de um horóscopo diário de algum jornal.

E mais: com a Previsão Anual das progressões e dos trânsitos podemos ver, quando um certo evento, previsto no mapa astral, pode acontecer.

A Sinastria serve para comparar compatibilidades das relações entre as pessoas como amor e casamento, atração, equilíbrio e harmonia de temperamento e tipo, concordância mental, reencontros kármicos, laços familiares e outros mediante as posições e aspectos de todos os planetas, sempre sobre o foco especial da reencarnação.

Cada bom astrólogo kármico deveria incluir astrologia médica, pois faz parte como o karma se pronuncia.

Imagens: horoscopoblog.com.br, astrologiakarmica.com,

O que você sente ouvindo as palavras Xamã ou Xamanismo?

Para me soa misterioso e cheio de magia.

Calendário dos Maias e profecias dos Hopi são assuntos – varias vezes já abordados em combinação com as mudanças de 2012 – que os povos indígenas trataram com muito mais sabedoria do que a inteligência dos ocidentais.

A Wikipédia explica o xamanismo como segue: O xamanismo é um termo genericamente usado em referência a práticas etnomédicas, mágicas, religiosas (animista, primitiva) e filosóficas (metafísica), envolvendo cura, transe, metamorfose e contato direto entre corpos e espíritos de outros xamãs, de seres míticos, de animais, dos mortos, etc.

Qual é então a diferença entre xamanismo e a antiga astrologia kármica de reencarnação que continha toda sabedoria divina e pode ser tratada coma base da moderna ciência? Nenhuma!

É uma triste verdade que a civilização ocidental hoje com sua arrogância e fingida superioridade considera qualquer crença, fé e religião fora do cristianismo primitivo e esquece completamente que o xamanismo, por exemplo, ainda é sagrado para os nativos deste continente do ponto mais ao sul, Terra do Fogo ate o ponto mais ao norte, Alasca e Groenlândia.

(Alias primitivo: como se pode chamar a rigorosa cobrança do dizimo das igrejas evangélicas e os crimes sexuais dos sacerdotes católicos?)

Em todos os países, inclusive Brasil, os antigos donos desta terra nunca foram respeitados, pelo contrario, foram caçados, maltratados, escravizados, assassinados e finalmente em grande parte exterminados. Infelizmente, também se perdeu muito das suas antigas culturas e sabedorias. Hoje, com a biodiversidade, alguns dos antigos segredos de cura estão sendo recuperados. Sabia que os antigos índios não conheceram Dengue, Febre Amarela e Malaria? Porque plantaram inhame!

O interessante é que todas as raízes das antigas civilizações do leste e oeste, do norte ao sul, vem da mesma fonte: ensinamentos divinos, mesmo que existem pequenas diferenças locais.

Sempre existia em primeiro lugar a astrologia para ensinar as regras básicas de viver em paz com a natureza neste planeta e dentro deste conceito se desenvolveu paralelamente a religião, a medicina, as culturas e as ciências modernas que não querem mais saber das suas origens.

O que falta neste mundo tão moderno e esclarecido (?) é respeito ao outro, ao ser diferente!

Imagem: magiadeluzespacoesoterico.blogspot.com

%d blogueiros gostam disto: