Arquivo

Posts Tagged ‘interpretação’

Sinastria de Astrologia Karmica de Reencarnação (2)

A relação entre os pais e os filhos sempre necessita atenção especial. Por isso se recomenda de fazer primeiro a interpretação de todos os envolvidos para conhecer os participantes e somente depois as sinastrias.

A relação entre os pais e os filhos sempre necessita atenção especial. Por isso se recomenda de fazer primeiro a interpretação de todos os envolvidos para conhecer os participantes e somente depois as sinastrias.

A principal tarefa e responsabilidade dos pais com seus filhos é o amor, a proteção e a educação até uma idade madura. Este objetivo não é fácil, como todos pais sabem, pois inclui uma serie de obrigações e fatores desconhecidos que podem surgir de repente a qualquer momento.

O primeiro grito de um recém nascido comprove que não se trata de um objeto, mas de um individuo com suas próprias vontades e necessidades. A primeira reação dos pais é o amor incondicional. Isto é normal, pois um sábio Deus nos deu uma natureza quase única entre todos os seres, que os mamíferos, espécie a que pertencem os humanos, tem em comum, alem dos pássaros: eles sentem a necessidade de cuidar dos seus filhos.

Existe um grande erro nas opiniões de pais e filhos que acham que estes filhos em questão apareceram por acaso e não pelo destino. Quantas vezes em discussões, pai e mãe não ouviram dos filhos as palavras, que eles não são culpados por que não escolheram os pais? O contrario é a verdade. Cada criança realmente escolhe antes de reencarnar os pais e as condições em que quer ou necessita viver, pois somente estes pais garantem a melhor condição para suas tarefas de aprendizagem e sua evolução espiritual.

Mas não só de amor e alimentos vive um pequeno ser após seu nascimento. Ao primeiro grito, os pais entendem que ele precisa de muitos cuidados e uma compreensão especial. Não só o filho aprende com o passar do tempo dos seus pais, os pais também aprendem dele muitas coisas. Normalmente, não sabem que seu filho até os 4 – 5 anos de idade, até o fechamento completo da moleira no meio da cabeça, está intimamente ligado ao cosmo e tem ligações estreitas com estas forças e seres de outros mundos invisíveis. Quantas vezes o filho esta brincando e feliz, se tivesse uns amigo invisíveis em sua volta? Ou mais tarde, quando já e capaz de se comunicar, conta historias sobre estes amigos, fadas, duendes e outros seres invisíveis para os pais? Normalmente, os pais acham que o filho tem fantasia demais ou até que ele é mentiroso ou doente.

Eu recomendo a cada mãe e pai de escutar muito bem, de perguntar e participar deste mundo emocionante do seu filho, pois tudo é real para ele, porque ele ainda tem a capacidade de ver este mundo invisível, coisa que os pais já perderam quando o raciocínio cresceu. O filho, nesta idade, ainda é um vidente. Ele também se lembra da sua ultima ou das ultimas vidas passadas, e quem sabe, fala um idioma que os pais não entendem, ou conta histórias de momentos importantes do passado.

Pais, favor escutem bem que os filhos, também os pequenos, têm a dizer. Vale a pena.

Agora um exemplo da minha própria experiência: uma jovem esposa pediu sua interpretação e, muito satisfeita, encomendou também do seu marido e filho de 5 anos e em seguida as sinastrias. Este filho também sempre tinha muita “fantasia” e ninguém levou isso a sério e o escutou. As minhas analises descobriram o seguinte: durante a segunda guerra mundial o pai era um alto oficial inglês e a mãe uma enfermeira. Eles se conheceram quando o pai foi ferido. O filho, nesta época, era o oficial superior do pai e seu grande amigo e também conheceu em seguida a enfermeira, que depois casou com o pai.

De repente, o filho de hoje começou a contar das muitos armas, jeeps e tanques, que ele “já tinha quando era grande”, a sua fascinação de armas de brinquedo e que ele já conhecia os pais, ganhou uma nova dimensão. Agora, ele podia contar a vontade e os pais escutaram e aprenderam muito, especialmente sobre Inglaterra e Londres com seu filho de somente 5 anos. Interessante, não é?

Eu acho interessante que três pessoas que se conheceram, quem sabe “por acaso” numa outra época, criaram sentimentos e relações tão fortes de amor, amizade e que uns pertencem aos outros, que decidiram de se encontrar de novo numa outra reencarnação, porem desta vez como família num ambiente de paz.

Alias, a mãe tinha um salão de beleza e sonhou durante a adolescência de se formar enfermeira.

Imagem: losarcanos.com

Imagem: losarcanos.com

Astrologia Karmica: Homossexualidade

fevereiro 26, 2012 Deixe um comentário

Quem ainda não está bem familiar com reencarnação, normalmente necessita alguma prova da sua existência. Assim também comentou uma mulher de 32 anos comigo que me consultou alguns anos atras.

Expliquei a ela que sem mapa astral eu não sabia quais seriam as provas, mas em geral aparecem varias no mapa e na interpretação e somente ela podia avaliar, se seriam verdadeiras ou não. Bem, ela estava em tantos apuros e já tentava de tudo para resolver, ou pelo menos encontrar uma explicação razoável dos seus problemas, que ela me deu o pedido de explicar sua vida astrologicamente.

Durante o trabalho vi algo confuso e, como não a conheci alem dos seus dados de nascimento, resolvi ligar para ela e perguntar de uma maneira cuidadosa, decente e sensível o seguinte:

Favor me explica uma duvida que estou vendo em seu mapa astral, a senhora é homossexual? Eu vejo algo assim aqui.”

E ela explicou que nunca era homossexual e sempre tinha namorados masculinos, até o ano passado em que se apaixonou por uma pessoa e que ela era feminina, que antes também não era homossexual. Este era seu problema principal e como podia ser possível. E agora era rejeitada pelos amigos e a família e alem disso sua amante estava a abandonando.

Pedi os dados de nascimento também da sua namorada para ver este problema dos dois lados.

Eram nesta vida duas mulheres profissionalmente independentes, mas a minha cliente era obviamente, numa vida anterior, homem e tinha relações amorosas com esta namorada de hoje. Este homem do passado, porem, era infiel, violento e não tratou sua mulher bem, sem respeito e amor, razão da sua mudança kármica de sexo nesta vida atual, …e o reencontro destas duas pessoas sob outras condições. Quando se reencontraram e conheceram nesta vida, o impacto repentino era grande como um raio e as duas mulheres acharam no inicio da amizade que eram almas gêmeas. Mas depois começaram brigas e desentendimentos até rejeição da minha cliente pela outra mulher.

É assim que o karma trabalha, sempre apresentando as tarefas e provas necessárias para aprender a lição e evoluir, independente se alguém acredita ou não.

Alguns dias após de apresentar meu trabalho para minha cliente, também a outra encomendou seu mapa astral. A ruptura entra as duas se tornou definitiva, mas pelo menos entenderam seus problemas, se respeitaram mutuamente e deixaram de ser homossexuais a respeito de outras mulheres, mas as duas não podiam esconder que uma continuava ser atrativa para a outra.

Mantive o contato por alguns tempos e as duas me ligaram quando necessitaram alguém que tinha a capacidade de entender e avaliar seus conflitos, e fornecer algum conforto verbal.

Não seria legal, se todos entendessem a homossexualidade abertamente e com respeito, pois não há nada de doença, loucura, aberração ou capricho da natureza ou decadência mental ou genética? Se trata simplesmente de uma necessidade kármica para equilibrar algum comportamento errado do passado.

Karma é a Lei da Compensação.

Não é simples?

Imagem: ceulimpomascomnuvens.blogs.sapo.pt,

“Freud explica” Astrologia Karmica

janeiro 19, 2012 Deixe um comentário

O mérito de Sigmund Freud não é de poder explicar algo, mas de ter iniciado uma área muito importante da nossa ciência: nossa psique e o subconsciente. C. G. Jung levou estas teorias adiante e outros seguiram. Hoje em dia, o mais espetacular pesquisador é Rupert Sheldrake com suas teorias dos campos morfogenéticos ou simplesmente mórficos.

Suas pesquisas incluem DNA, raciocínio, memória, arquétipo: ressonância mórfica e o subconsciente coletivo. Sheldrake une a teoria dos campos mórficos com o conceito de C. G. Jung dos arquétipos. Se algo existe, este algo deve ter uma forma ou amostra arquétipo que o representa, algo como o DNA (…criado por um Grande Arquiteto). O mais importante neste pensamento é que tudo pode mudar, tudo pode evoluir.

Agora, o que tem isso haver com Astrologia Kármica?

Muito e eu vou explicar. Onde existe alguma idéia, filosofia, modelo de pensamento, religião ou por exemplo a astrologia, com o passar do tempo se cria energias e campos morfogenéticos e automaticamente algo como afinidade com estes pensamentos e em consequencia ressonancia. E exatamente isso está acontecendo com o tipo de Astrologia Kármica que eu estou fazendo.

A união entre passado, presente e futuro como algo harmônico e conseqüente acontece intuitivamente, de revelar as informações que o mapa astral me fornece, bem como em outras áreas. Cada cliente que recebeu sua interpretação, tem que se primeiramente acostumar com o escrito, quer dizer com um assunto relativamente difícil e normalmente novo e desconhecido. Em segundo lugar envolve idéias sobre algo cheio de símbolos desconhecidos. Muitas vezes contraria também pensamentos próprios e antigos paradigmas e conceitos.

E de repente funciona este campo morfogenético milagrosamente com a massa critica da energia de milhares de mapas feitas, se une com a ressonância e forma a afinidade do leitor com o assunto, texto e estilo do autor e cada palavra sai da sombra do incompreensível e se torna informação valida e compreensível. Evidente que podem ainda existir duvidas e perguntas, onde faltava ou se esperava um aprofundamento maior em alguma área, um assunto, mas o esquema e o principio da astrologia kármica fica claro e revela seu valor a respeito do próprio destino e a razão de ser.

Aparentes injustiças sociais, felicidades e sofrimentos, ricos e pobres, doenças, problemas e outros acontecimentos comuns da vida ganham seus motivos e razoes de existir e tudo se explica. Perguntas como: de onde venho, quem sou eu, porque estou aqui e outras encontram suas respostas.

Saber é poder, especialmente quando se trata de consciência e mais ainda auto-consciência. Seja consciente, seja auto-consciente em tudo.

Imagem: garciantunes.blogspot.com,

O Mapa Astral e suas relações

O que mais o mapa astral kármico de reencarnação pode revelar alem do destino da pessoa em questão?

Nos já sabemos que ele descreve o signo e as 12 casas revelam a personalidade; bens e dinheiro; irmãos e primos; família e infância; filhos, amados e sua vida amorosa em geral; saúde e profissão; casamento; morte e renascimento; idéias, religião e filosofia; convívio na sociedade e reputação; amigos atuais e de outras vidas e finalmente suas felicidades e seus sofrimentos, alem de pessoas conhecidas em outras vidas que reencontrou hoje, bem como antigas profissões e países em que viveu. A final tudo que o mapa mostra é a viagem da alma pelo passar do tempo.

Porem, se não há outras informações, alguns planetas podem revelar algo sobre as pessoas mais intimas do nosso convívio. Por exemplo, o Sol não somente indica o signo e sua personalidade formada em vidas passadas, mas também as características principais do seu pai.

De um lado temos o seu próprio relacionamento com seu pai, mas no outro podemos também ver mais detalhes do seu pai e como e porque ele se comporta a respeito de você e outras pessoas da família. Pode ser que este sistema se torna um pouco complicado, mas mesmo assim as informações básicas são surpreendentemente corretas.

O mesmo sistema se usa para ter detalhes da sua mãemediante a Lua. Ele também, em combinação com a Venus, pode informar sobre esposas, irmas, amantes e filhas.

Marte indica detalhes de maridos e amantes masculinos. Mercúrio indica irmãos e primos. Saturno representa os velhos da família e pessoas que já são velhos conhecidos de outras vidas.

Os aspectos também podem informar as relações entre si, por exemplo entre pai e mãe, representados pelo Sol e Lua.

Evidentemente, uma interpretação das pessoas em questão e a respectiva sinastria são bem mais precisas, mas as vezes não temos dados exatos do nascimento deles.

Imagem: lookfordiagnosis.com,

Freud explica?

janeiro 11, 2011 Deixe um comentário

O mérito de Sigmund Freud não é de poder explicar tudo, mas de ter iniciado uma área muito importante da nossa ciência: nossa psique e o subconsciente. C. G. Jung levou estas teorias adiante e outros seguiram. Hoje em dia, o mais espetacular pesquisador é Rupert Sheldrake com suas teorias dos campos morfogenéticos ou simplesmente mórficos.

Suas pesquisas incluem DNA, raciocínio, memória, arquétipo: ressonância mórfica e o subconsciente coletivo. Sheldrake une a teoria dos campos mórficos com o conceito de C. G. Jung dos arquétipos. Se algo existe, este algo deve ter uma forma ou amostra arquétipo que o representa, algo como o DNA (…criado por um Grande Arquiteto). O mais importante neste pensamento é que tudo pode mudar, tudo pode evoluir.

Agora, o que tem isso haver com Astrologia Kármica?

Muito e eu vou explicar. Onde existe alguma idéia, filosofia, modelo de pensamento, religião ou por exemplo a astrologia, com o passar do tempo se cria energias e campos morfogenéticos e automaticamente algo como afinidade com estes pensamentos. E exatamente isso está acontecendo com o tipo de Astrologia Kármica que eu estou fazendo.

A união entre passado, presente e futuro como algo harmônico e conseqüente acontece intuitivamente, de revelar as informações que o mapa astral me fornece, bem como em outras áreas. Cada cliente que recebeu sua interpretação, tem que se primeiramente acostumar com o escrito, quer dizer com um assunto relativamente difícil e muitas vezes novo e desconhecido. Em segundo lugar envolve idéias sobre algo cheio de símbolos desconhecidos. Muitas vezes contraria também pensamentos próprios e antigos paradigmas e conceitos.

E de repente funciona este campo morfogenético milagrosamente com a massa critica da energia de milhares de mapas feitas, se une com a ressonância e forma a afinidade do leitor com o assunto, texto e estilo do autor e cada palavra sai da sombra do incompreensível e se torna informação valida e compreensível. Evidente que podem ainda existir duvidas e perguntas, onde faltava ou se esperava um aprofundamento maior em alguma área, um assunto, mas o esquema e o principio da astrologia kármica fica claro e revela seu valor a respeito do próprio destino e a razão de ser.

Aparentes injustiças sociais, felicidades e sofrimentos, ricos e pobres, doenças, problemas e outros acontecimentos comuns da vida ganham seus motivos e razoes de existir, tudo se explica. Perguntas como: de onde venho, quem sou eu, porque estou aqui e outras encontram suas respostas.

Saber é poder, especialmente quando se trata de consciência e mais ainda auto-consciência. Seja consciente, seja auto-consciente em tudo.

Imagem: miraflores.olx.pt

Categorias:Astrología e Horóscopo Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: