Arquivo

Posts Tagged ‘princípios primordiais’

Astrologia Kármica: A grande Sabedoria

Você sabia que a astrologia serve para informar a pessoas de qualquer idade, de qualquer sexo, de qualquer religião, a qualquer momento sobre qualquer assunto?

Você sabia que Astrologia Kármicanão é o ensinamento dos Astros, pois trata-se dos Princípios Primordiais da Vida para qualquer ser vivo?

Você sabia que a Astrologia Kármica na verdade é um instrumento de medição da realidade, que mede mas não gera os eventos, como um termômetro que mede a temperatura, mas não produz a febre?

Você sabia que seu Signo Natal avança pela progressão do Sol entre 1 e 30 anos, dependendo do dia de nascimento e sua localização dentro do signo? Então vai mudar sua personalidade conforme o signo seguinte.

Você sabia que mais de 80 % das pessoas nasceram no signo anterior daquele que consideram seu? Este é o efeito da Precessão do Sol, respectivamente dos Equinócios de Primavera que mudam atualmente por aproximadamente 24° para o signo anterior.

Você sabia que qualquer ser vivo, homens, animais e vegetais estão submetidos a mesma Lei da Vida e que somente o ritmo é diferente, dependendo da duração da vida normal de cada espécie? E que isso segue exatamente aos Princípios Primordiais na seqüência das 12 Casas, dos 12 Signos e dos 12 Planetas? (10 Planetas + 2 usados em 2 vezes.)

Você sabia que seu físico, mental e espiritual se renova a cada 7 anos conforme o crescimento e significado das 12 casas e seus signos e planetas regentes?

Imagem: alunosonline.com.br

Astrologia Kármica – Mapa Astral Kármico

março 14, 2012 2 comentários

Você já viu seu mapa astral?

Qualquer serviço astrológico se baseia principalmente em 4 pontos:

– 12 signos como matrix ou princípios arquétipos,

– 12 planetas como energias (12, pois Vênus e Mercúrio regem 2 signos),

– 12 casas como campos em que estas energias agem e

– finalmente inúmeros aspectos entre os planetas e suas reações.

Quando falamos das “influencias”, precisamos esclarecer um ponto muito importante: Planetas não têm influencias no sentido comum, mas sempre expressam princípios primordiais, princípios arquétipos. Cada planeta representa neste sentido um desses princípios que pode ser simbolicamente ativado com aspectos harmônicos e desarmônicos em conjunto com os demais.

Signos, planetas e casas do mesmo potencial de ação representam sempre o mesmo princípio, porem num outro grau dentro do mesmo tema de uma analogia vertical. Um exemplo deve eliminar qualquer duvida: Signos significam idéias (de um arquiteto) ainda não manifestadas, planetas são os planos e energias para sua realização, e as casas são os campos, onde e como tudo se materializa.

Para ser bem claro: astrologia nunca será o ensinamento dos astros, mas dos princípios arquétipos! Porém, nos astros podemos reconhecer e praticar estes princípios. Se uma situação prevista realmente acontecerá, depende de vários fatores, principalmente do estado de espírito atual e do crescimento da alma desde o nascimento.

Enquanto o mapa astral de nascimento indica o karma deste exato momento com todas suas tarefas e o programa de aprendizagem para toda uma vida, a previsão anual indica aqueles momentos em que certos princípios devem se realizar. Mas o Universo reconhece cada mudança, cada passo em direção a evolução do espírito e da alma, considerando assim, se especialmente aspectos desarmônicos ainda estão necessários ou não para a evolução da alma. Com outras palavras, quando uma alma já absolveu de livre e espontânea vontade algo que era necessário de aprender, o principio não será mais importante de agir ou somente de uma maneira mais suave.

Podemos assim comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz o evento. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

Para saber algo de uma certa pessoa em sua vida, pode fazer sinastria que fornece todos os dados do relacionamento: amor e casamento, atração e compatibilidade, equilíbrio de temperamento e tipo, harmonia mental e emocional, duração de um relacionamento; e a posição de Saturno com o karma de um com o outro.

Alem disso, a astrologia medica pode fornecer dados sobre predisposições de doenças, karmicamente previstas. Isso necessita uma explicação: como aspectos tensos e desarmônicos são provas e tarefas para esta vida, sua desobediência requer alguma compensação para que você termina o programa de aprendizagem, ou seja voluntariamente ou então forçado.

P.S. Dados necessários para seu mapa astral: nome, país, cidade, data e hora exata do nascimento e país em que vive.

Imagem: astrologiakarmica

Astrologia Karmica: Poder e Dinheiro

fevereiro 20, 2012 Deixe um comentário

Porque algumas pessoas sempre têm sorte e outros não? Qual é a razão que algumas pessoas estão financeiramente ótimas, enquanto outros têm apenas má sorte nessas coisas?

E não somente hoje em dia, isso já vem de longe. Há uma discrepância entre ricos e pobres, não só em tempos de prosperidade geral. Como podemos superar e mudar isso? E como a Astrologia Kármica de Reencarnação pode ajudar?

Lembre o que já foi explicado algumas vezes neste blog:

Planetas não têm influencias no sentido comum, mas sempre expressam princípios primordiais, princípios arquétipos. Cada planeta representa neste sentido um desses princípios que pode ser simbolicamente ativado com aspectos harmônicos e desarmônicos em conjunto com os demais.

Signos, planetas e casas do mesmo conjunto representam sempre o mesmo princípio, porem num outro grau dentro do mesmo tema de uma analogia vertical. Um exemplo deve eliminar qualquer duvida: Signos significam idéias (de um arquiteto) ainda não manifestadas, planetas são os planos e energias para sua realização, e as casas são os campos, onde e como tudo se materializa.

Para ser bem claro: astrologia nunca será o ensinamento dos astros, mas dos princípios arquétipos!

Podemos assim comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz o evento. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Resumindo: Ter sorte ou não em assuntos financeiras depende principalmente do seu estado de espírito e do crescimento da sua alma desde o nascimento. Não se pode explicar tudo com destino imutável, que determina quem pertence aos leões e quem as ovelhas, pois a maioria dos destinos pode ser mudado, que tem que saber como!

Porem, por volta do ano 1830, o médico escocês James Braid fez suas descobertas revolucionárias sobre a hipnose e trouxe à tona o poder de sugestão. Também no século 19, o farmacêutico francês Emile Coué descobriu o poder de auto-sugestão e a tornou socialmente aceitável como um processo de cura. O poder do pensamento positivo foi descoberto.

Reconhecendo que não estamos lidando com um “Deus distante com caprichos” do qual depende nossa felicidade ou desgraça, mas que esta força poderosa faz parte de nos mesmos, guiado por nossos pensamentos e que temos o poder para enviar esta força universal para onde nós precisamos dela. A partir deste início veio uma forma inteira de terapia, a terapia comportamental, em todas as suas variações.

Hoje, os princípios do pensamento positivo não são apenas aplicado na área terapêutica, mas também se estabeleceu na área de consultoria de empresas, chamado “coaching”.

Mas falhas no pensamento positivo também são possíveis. Quem as nega, nega a realidade. Assim como orações não se realizem por causas desconhecidas, acontece também, que pensamentos positivos, sugestões de hipnose, vários exercícios de terapia comportamental, meditação, “coaching” e mantras simplesmente falham, e isso muitas vezes em áreas indesejadas.

Assim, como na religião, foram encontrados também para este fenômeno várias explicações para este fracasso. Mas, para sanar este defeito, até hoje se procurou em vão. Este é um fato que tem que ser levado a sério. Porem, como sempre, a Imprensa Mainstream manda abafar noticias sobre este assunto.

Quem como terapeuta quer fazer algo a mais, tem que vencer a sua própria maneira, mas vai se sentir sozinho por longos períodos.

Casos de desastres financeiros, todos conhecem. Também que todos os meios tradicionais e outros como pensamentos positivos, sugestões de hipnose, exercícios de terapia comportamental, meditação, “coaching”, mantras e ioga simplesmente falham. As vezes, a chave para a solução dos problemas pode ser encontrada em outro lugar:

Terapia de Reencarnação e Astrologia Karmica de Reencarnação que ensinam:

Não existe sorte nem azar, nem coincidência e nem ressentimento Divino. Cada golpe, cada fracasso do pensamento positivo ou da oração tem a sua causa raiz, que é mais ou menos profundamente escondido no fundo do inconsciente. O motivo pode ser encontrado muitas vezes em vidas passadas e pode ser revelado pelo mapa astral kármico e em regressões, chamado terapias de vidas passadas.

Mas, quais são realmente as razões que decidem sobre sorte e azar?

Aqui a explicação: Uma vez que um pensamento ou uma idéia está enraizada no nosso subconsciente, a nossa força criativa Divina, tenta realizá-la. Ela desenvolva uma genialidade que ultrapassa toda a compreensão humana. No entanto, uma coisa ela não consegue: distinguir entre o bem e o mal, entre a desvantagem e a vantagem, entre criativo e destrutivo.

Esta força manifesta-se em nós como um carro: Dirigimos para esquerda, o carro vai para a esquerda, pisamos no acelerador, ele acelera, pisamos no freio, ele pára. Mas uma coisa o carro não sabe fazer: quando e se temos que ir para esquerda ou direita. Esta decisão é da responsabilidade do motorista. Se ele erra, pode acontecer um desastre, sem que a culpa é do carro.

O mesmo resultado podemos experimentar nas manifestações de nosso Poder Criativo. Qualquer coisa que seja em nós ou à nossa volta, está ou não acontecendo, é o resultado dos nossos pensamentos e emoções com as quais indicada a direção do nosso poder criativo.

Quando alguém fala: estou de saco cheio, ele direciona esta força criativa para um lugar negativo e vai ser responsável pelas conseqüências ruins!

A eliminação deste boicote é relativamente simples: com ou sem terapeuta, com ou sem regressões e mapa astral, a pessoa tem que se lembrar o que provocou sua negatividade e tomar outras escolhas! Evidentemente, com a ajuda dos profissionais do ramo é muito mais fácil.

O realmente difícil é achar as fontes negativas para poder ajudar as pessoas. Isso vale para todas as áreas da vida, tanto para dinheiro ou em relações e saúde física, desde que se encontra as falhas emocionais inconscientes.

Imagem: rabi-rabix.blogspot.com,

Categorias:Astrología e Horóscopo Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Qual é o sentido da Astrologia?

janeiro 31, 2012 Deixe um comentário

Para deixar bem claro: queremos falar de astrologia kármica de reencarnação e não de horóscopos diários de conteúdo duvidoso e muitas vezes ridículo e outros tipos de astrologia de baixa qualidade.

Astrologia séria é milenar e a mãe de qualquer ciência. Sempre será uma disciplina esotérica e jamais ciência, pois trata-se de ensinamentos, ensinamentos divinos longe antes do surgimentos de qualquer ciência. E mais uma coisa: astrologia sem reencarnação perde completamente sua base, pois não pode explicar passado, presente e futura, bem com saúde e doenças, pobres e ricos e todas as diferencias sociais. Sem reencarnação, sem karma, Deus somente se torna um Deus medíocre, raivoso e vingativo – como algumas religiões ensinam – e deixe ser um Deus generoso e de amor.

Como se podia pensar, a astrologia não é o ensinamento dos astros, mas se trata de princípios primordiais, princípios arquétipos de origem divina.

É para destruir mais um paradigma: os astros não tem influencias do tipo como a maioria dos astrólogos está falando. Evidentemente, Sol e Lua tem uma influencia física, o Sol para fornecer luz e calor, sem o que a vida como nos conhecemos não seria possível, e a Lua com sua proximidade e consequente força gravitacional, responsável, por exemplo, pelas marés.

Então, para que servem os astros?

Podemos comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz os eventos. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar somente em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

O grande presente de Deus ao ser humano acontece no exato momento do seu nascimento: Deus desenha seu destino bem visível com astros no céu para que ele pode ler o que o espera nesta vida. Cabe ao homem de decifrar a escrita divina. Isso com certeza não acontece em 3 linhas de um horóscopo diário de algum jornal.

E mais: com a Previsão Anual das progressões e dos trânsitos podemos ver, quando um certo evento, previsto no mapa astral, pode acontecer.

A Sinastria serve para comparar compatibilidades das relações entre as pessoas como amor e casamento, atração, equilíbrio e harmonia de temperamento e tipo, concordância mental, reencontros kármicos, laços familiares e outros mediante as posições e aspectos de todos os planetas, sempre sobre o foco especial da reencarnação.

Cada bom astrólogo kármico deveria incluir astrologia médica, pois faz parte como o karma se pronuncia.

Imagens: horoscopoblog.com.br, astrologiakarmica.com,

O Inconsciente Coletivo

dezembro 12, 2011 2 comentários

Vamos deixar Coca Cola, Refrigerantes Diet, Aspartame, Pepsi Cola, Danone, Nestlé e os referentes problemas um pouco ao lado, pois observados separadamente nem são tão importante para nosso planeta Terra, porem a soma de todos os delitos – que inclui muitos outros não mencionados – se acumula para um peso de culpa e, consequentemente, energia negativa enorme que grita por uma solução!

Enquanto os poderosos pecam – como sempre – contra a humanidade, nosso planeta esta sendo devastado, exemplo desmatamento na Amazonia e se não conseguimos parar a construção de Belo Monte, pelo menos a iniciativa dos astros da Globo é admirável.

Ao mesmo tempo, em que a Consciência Coletiva da humanidade está ausente ou pelo menos ainda adormecida, os planetas exteriores estão reagindo conforme seus princípios primordiais. Especialmente Urano com seus talentos inventivos e revolucionários esteve muito ativo durante os últimos séculos, puxando o desenvolvimento tecnológico para frente.

Infelizmente, neste desenvolvimento, a mensagem de Cristo foi deixado para trás pela ganância do homem. As grandes revoluções de séculos passados para a libertação das massas foram esquecidas e “novos donos da verdade” tomaram conta da humanidade. Uma perigosa “Nova Ordem Mundial” foi o novo lema.

A polarização começou a partir de 1930 com a descoberta de Plutão. Ele veio para brigar com sua característica de queimar e destruir para reconstruir algo de novo. Exatamente nestes anos em que vivemos atualmente, testemunhamos o ápice dos acontecimentos, mas parece que a humanidade não tem a consciência e ressonância para PERCEBER!

Ano após ano, os sinais se agravam e parece que a humanidade ainda se diverte com sua “dança encima do vulcão”. Examinando nestes tempos atuais somente alguns aspectos e constelações separadas de Saturno, Urano, Netuno e Plutão já pode assustar qualquer um, mas interligando tudo, realmente dá medo.

Por exemplo, o óleo que estava vazando no Golfo de Mexico bem em frente da porta do maior poluidor do mundo! Ou o acidente nuclear no Japão? Ou, recentemente, bem em frente da nossa própria porta derramando óleo no mar e ninguém realmente toma as providencias certas, alem das famosas “sindicâncias” que levam a nada e apenas aumentam a impunidade. Nem vale mais manchetes em revistas e na TV e tudo mundo acha que já foi resolvido, enquanto a corrupção aumenta numa velocidade incrível!

NEM COMEÇOU AINDA! E pode significar o colapso total da Terra! E 2012, o que vai acontecer?

Imagem: quebarato.com.br

Astrologia Kármica: Como o Karma trabalha

novembro 4, 2011 1 comentário

Conte-me sobre suas doenças e eu ti digo quem você é!

É uma característica do Karma de apontar sempre nossos pontos fracos. Quer saber como? É muito fácil.

Cada Signo, Planeta e Casa se relaciona, respectivamente representa não somente princípios primordiais, mas também alguma parte do nosso corpo. Por exemplo, Aries representa a cabeça e pode desenvolver as seguintes doenças:

Cefaléias e enxaquecas, perda da audição e da visão, neurastenia, problemas na vesícula biliar, músculos, tendões, as funções sexuais, inflamações em geral, febre, doenças da vesícula biliar, hemorragias, acidentes, ferimentos.

Touro representa a região do pescoço (com laringe) é responsável por funções ligadas à fala, à respiração e à deglutição e é consequentemente responsável por doenças como: Adiposidades, tonsilites (com pus), angina, resfriados, constipação, espasmos na nuca, tumores e doenças das glândulas.

Assim funciona com o corpo inteiro e todas as doenças.

Resumindo: Conte-me sobre suas doenças e eu ti digo quem você é! Respectivamente, seu karma como efeito de alguma causa acontecida no passado. Quer dizer, você aprontou em vidas passadas, criou karma e tem que pagar hoje para compensar e aprender para superar e evoluir. Não é simples?

Agora, vamos ver mais de perto um caso atual: Um politico bem popular de repente está com câncer de laringe. É uma doença tipicamente dos grandes mentirosos. Será que o karma reagiu nesta caso, apos décadas de grandes mentiras profissionais, especialmente rápido e não esperou ate a próxima encarnação?

Não é que o povo diz: aqui se faz, aqui se paga.

Imagem: portalsaofrancisco.com.br

Astrologia Kármica e o Amor

outubro 17, 2011 Deixe um comentário

Amor perdido, amor traído, amor não respondido, como recuperar um amor perdido? Seja qualquer tipo do amor, sempre tem a ver com a Venus.

Sem a Venus, respectivamente, sem seus princípios primordiais, a vida humana não seria possível, pois ela explica nossos sentimentos e relacionamentos íntimos.

A relação entre casais e com o sexo oposto se pode ver nos aspectos entre Venus e Marte. Perturbações são rapidamente verificados nas posições e nos aspectos entre Marte e Venus. Mas também a Lua e as vezes o Sol podem dar valiosa informações.

Quando ainda não tem uma definição, pode consultar também Jupiter, o grande benéfico com sua abundância. Se não existe este abundância e Marte e Venus não se dão bem, provavelmente há abusos no passado em outras vidas e os problemas de hoje servem de compensação kármica para aprender de respeitar o outro. Neste caso, Saturno pode indicar a maior carga kármica que provavelmente tem haver com frieza e maus tratos do parceiro no passado.

Mais serio é Venus retrograda que significa uma lição muito importante a aprender, pois em vidas passadas a pessoa não entendeu o sentido do verdadeiro amor e fez as pessoas amadas sofrerem muito. Também pode indicar uma mudança de sexo da ultima reencarnação para esta atual e uma possível homossexualidade que tem que ser confirmada por outros aspectos.

Quando porem, Venus não tem nenhum aspecto e se encontra completamente bloqueada, a vida amorosa se torna muito complicada, pois a pessoa ou não tem relações amorosas ou encontra sempre parceiros erradas. Superando esta situação é difícil e requer mudanças radicais da personalidade e dos pensamentos.

Seja como for, o karma nunca falha e os sofrimentos devem servir de lição para o futuro.

O melhor remédio é de se lembrar que o mais importante na vida é a capacidade de amar, e não lamentar somente a falta de um parceiro ideal. Existem outras pessoas e outras coisas valiosas para amar, amar o próximo, por exemplo.

Imagem: http://www.ogrupo.org.br/pensamentosdeamor.asp

Destino ou Coincidência?

agosto 22, 2011 5 comentários

Quem acredita em Astrologia Kármica de Reencarnação sabe que no Universo não há lugar para coincidências, porque tudo tem sua ordem conforme as Leis Cósmicas e nada pode escapar. (Cosmo quer dizer ordem.)

Olha no céu e veja as estrelas. Ou melhor ainda, nosso sistema solar. Todos os movimentos dos planetas são previsíveis e calculáveis e funcionam como um relógio de precisão. E isso durante muitos milênios. Ou você não concorda? Então, me diga, onde há espaço para coincidências.

Vamos ver alguns exemplos da previsibilidade de alguns planetas e os Princípios Primordiais que eles representam no mapa astral de uma pessoa, sempre lembrando que a astrologia kármica funciona como um instrumento de medição que mede e não produz a realidade, como um termômetro que meda a temperatura, mas não produz a febre. Evidentemente, qualquer planeta somente informa sobre acontecimentos de vidas passadas e seus efeitos neste vida atual. Com outras palavras, karma em ação, causa e efeito ou como Jesus disse: o que você semeou – em outras vidas – vai colher – nesta vida. Esta é a lei!

Todos tem uma ideia o que a Venus significa: Beleza, amor e bem estar e muito mais características positivas. Mas o que pode acontecer, quando Venus está com aspectos desarmônicos, bloqueada e sem aspectos ou ainda retrograda?

Estas pessoas com certeza reclamam das suas relações amorosas miseráveis. Ou não encontram um parceiro certo ou as relações sempre terminam logo e somente resta insatisfação, tristeza e solidão. Conheço tantas pessoas com este destino triste e não importa, se são bonitas ou não, se tem dinheiro ou não, eles sempre atraem parceiros errados que as traiam ou logo abandonam.

Uma cliente que conhece deste sua infância, infelizmente tem a Venus completamente abandonada, quer dizer, sem nenhum aspecto. Para não complicar, nem vou mencionar o signo e a casa em que a Venus se encontra. Signo e casa somente informam o que aconteceu no passado para deixar a Venus agora amarrada.

Minha cliente é uma linda mulher de 33 anos com boa educação, que sabe conversar, que tem muitos amigos, que sempre é uma agradável companhia e que parece estar muito feliz, mas isso não é o caso, pois ela nunca conseguiu ter um parceiro por um período longo ou mesmo casar e ter filhos. Sempre foi traída e abandonada por razões ridículas. Eu sei que ela está sofrendo muito.

Claro, que ela não sabe conscientemente o que aconteceu em vidas passadas, mas o mapa astral define isso muito bem, que ela sempre traiu e abandonou seus parceiros no passados, criando assim muito sofrimento. Hoje, as Leis da Atração, ou da Afinidade, ou da Ressonância respondem claramente de tal maneira que ela sempre se interessa por parceiros ruins. Para todos em sua volta, isso é previsível, apenas não para ela. E não adianta de avisar.

Pois é, destino ou coincidências? O que você acha?

Continua.

Imagem: acropolepoetica.blogspot.com,

O que você pode esperar de uma interpretação kármica? (5)

Você já sabia disso?

Quando falo das “influencias”, preciso esclarecer um ponto muito importante: Planetas não têm influencias no sentido comum, mas sempre expressam princípios primordiais, princípios arquétipos. Cada planeta representa neste sentido um desses princípios que pode ser simbolicamente ativado com aspectos harmônicos e desarmônicos em conjunto com os demais.

Signos, planetas e casas, que pertencem a mesma classe, representam o mesmo princípio, porem num outro grau dentro do mesmo tema de uma analogia vertical. Exemplo: Aries, Marte e a primeira casa.

Signos significam idéias (de um arquiteto) ainda não manifestadas, planetas são os planos e energias para sua realização, e as casas são os campos, onde e como tudo se materializa.

Para ser bem claro: astrologia nunca será o ensinamento dos astros, mas dos princípios arquétipos! Porem, nos astros podemos reconhecer e praticar estes princípios. Se uma situação prevista realmente acontecerá, depende de vários fatores, principalmente do karma acumulado, do estado de espírito atual e do crescimento voluntario da alma nesta vida.

Enquanto o mapa astral de nascimento indica o karma deste exato momento do primeiro grito com todas suas tarefas e o programa de aprendizagem para toda uma vida, a previsão anual indica aqueles momentos em que certos princípios devem se realizar. Mas o Universo – como Deus em ação – reconhece cada mudança, cada passo em direção a evolução do espírito e da alma, considerando assim, se especialmente aspectos desarmônicos ainda estão necessários ou não para a evolução da alma. Com outras palavras, quando uma alma já absolveu de livre e espontânea escolha algo que era necessário de aprender, o principio não será mais importante de agir ou somente de uma maneira mais suave.

Podemos assim comparar a astrologia com um instrumento de medição da realidade, que mede, mas não produz o evento. Como um termômetro, que mede a temperatura, mas não produz a febre. Astrologia mede a qualidade do tempo de qualquer momento e não a quantidade.

Falando de tempo, é normal de pensar em uma medida quantitativa, mas seu pólo oposto é a qualidade do tempo que tem muito mais peso na astrologia.

Imagem: http://www.astrologiakarmica.com

%d blogueiros gostam disto: